Teste de Produto: removedor de riscos da pintura do carro funciona mesmo?

O Body Compound é um creme que promete acabar com arranhões. Mas é aquela história: promessa é uma coisa, realidade é outra

Depois de aplicar o removedor de arranhões na porta do Palio, produto não agrada muito: apenas os riscos mais superficiais foram eliminados

Depois de aplicar o removedor de arranhões na porta do Palio, produto não agrada muito: apenas os riscos mais superficiais foram eliminados (Paulo Blau/Quatro Rodas)

Para os apaixonados por carros, ver a pintura impregnada por manchas e riscos é quase o fim do mundo, pois dependendo do dano é preciso recorrer a um reparador de pintura, alterando a originalidade.

Pensando nisso, o Body Compound veio para mudar esse jogo.

Oferecido em sites de compra e venda a preços que variam de R$ 17,90 a extorsivos R$ 120, o kit é composto por um tubinho de 15 gramas, uma esponja (7 x 3 x 1,5 cm) e dois panos de microfibra (30 x 30 cm).

Compramos o nosso kit e levamos para a Oficina Desamassa Automóveis, empresa com mais de 30 anos de experiência no setor de reparos automotivos.

Para nosso teste, o encarregado de pintura Tiago Plez selecionou três tipos de arranhões: bem superficiais, como o de marcas de unhas na cavidade da maçaneta, um pouco mais fortes, e ralados profundos em para-choques.

Na primeira bateria de testes, com um Fiat Palio na cor vinho, o especialista espalhou o creme sobre os risquinhos de unhas, que logo saíram.

Por outro lado, deixou manchas esbranquiçadas sobre a pintura. Assim, o que era para ser uma simples tarefa, acabou exigindo mais trabalho na retirada do excesso do produto.

Na próxima etapa, Tiago tentou acabar com os arranhados típicos de chaveiros e objetos pontiagudos que se encontravam próximo ao cilindro da fechadura da porta.

Novamente, deixou a desejar. “Foi preciso muita paciência e tempo esfregando. E o resultado não foi nada convincente.”

Apesar de até aquele momento o Body Compound não ter apresentado efeitos positivos, resolvemos tentar com riscos mais profundos, como aqueles que são mostrados no vídeo comercial no YouTube.

No para-choque de um Mercedes-Benz  C 280 prata, espalhamos a pasta na área danificada e, como era de se esperar, não houve melhorias significativas.

Por outro lado, ele funcionou bem para remoção de marcas de tinta de parede sobre o para-lama de um Golf preto. “Até aí qualquer polidor conseguiria retirar essa marca e de forma mais rápida e eficaz”, finalizou o pintor.

Avaliação – Body Compound

Removedor não respondeu às expectativas

Removedor não respondeu às expectativas (Reprodução/Internet)

Nota: 2,0

Comentário: o removedor de arranhões só retirou risquinhos superficiais de marcas de unhas, mas deixou manchas.

Preço: R$ 70

Compra: mercadolivre.com.br

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s