Clique e assine por apenas 8,90/mês

Longa Duração: Renault Kwid continua com problemas de ruídos

Em ruas de paralelepípedo, a Escola de Samba Unidos do Kwid mostra toda a sua força, com muito barulho por dentro e por fora

Por Péricles Malheiros - Atualizado em 8 out 2018, 14h42 - Publicado em 8 out 2018, 14h38
Amassado, defletor de calor do escape ficou barulhento Renato Pizzuto/Quatro Rodas

A ventoinha cujo acionamento gera vibração e ruído muito (mas muito) acima da média, alterando até a rotação de marcha lenta do motor já é o item campeão de reclamações no Kwid. O problema é que essa lista vem aumentando.

“Não consigo ver sentido no sistema de abertura do tampão traseiro que a Renault adotou no Kwid. Não há nenhum tipo de trava nos pontos de apoio e o pressionamento que a tampa do porta-malas exerce em direção ao encosto do banco não impede que o tampão pule e faça barulho”, diz o editor Péricles Malheiros.

O piloto de teste Eduardo Campilongo também se queixa do barulho excessivo na cabine do Kwid. “É estressante passar por ruas esburacadas. A suspensão faz barulho demais. Nem parece um carro seminovo”, diz Edu.

Tampão sem fixação: fonte de barulho Renato Pizzuto/Quatro Rodas

“O pior é que, além do barulho da suspensão em si, a cabine inteira, que tem muito plástico rígido, sofre com a baixa capacidade de absorção de impacto”, diz.

Continua após a publicidade

Mais recentemente, outro tipo de ruído entrou para a lista. “Parece vir da traseira, abaixo do assoalho. É como se duas chapas metálicas estivessem vibrando, uma contra a outra”, disse o repórter Rodrigo Ribeiro.

Para reduzir os barulhos do Kwid, só se for em asfalto liso Silvio Gioia/Quatro Rodas

Com tantas pistas, decidimos aprofundar a investigação. Levamos o Kwid até a Fukuda Motorcenter, oficina do nosso consultor, Fabio Fukuda. Com o carro içado no elevador, o técnico não demorou a encontrar a fonte dos barulhos:

“A chapa metálica que isola o tanque do calor gerado pelo sistema de escapamento está deslocada. Muito fina, essas placas defletoras amassam com facilidade. Às vezes, passar rápido por uma área com água empoçada é suficiente para amassar ou mover a chapa do lugar. E aí é barulho na certa”, diz Fukuda.

Renault Kwid – 16.703 km

    Consumo

    • No mês: 17 km/l com 56,4% de rodagem na cidade
    • Desde mar/18: 15,4 km/l com 33,5% de rodagem na cidade
    • Combustível: R$ 694
    • Revisões (até 60.000 Km): R$ 2.336
    • Seguro (perfil QUATRO RODAS): R$ 1.789

    Ficha técnica

    • Versão: Intense 1.0 12V
    • Motor: 3 cilindros, dianteiro, transversal, 999 cm3, 12V, 70/66 cv a 5.500 rpm, 9,8/9,4 mkgf a 4.250 rpm
    • Câmbio: manual, 5 marchas 
    Publicidade