Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Impressões: Nissan Frontier PRO-4X é picape aventureira e tecnológica

A picape ficou mais atraente, tecnológica, segura e completa, porém continua sendo a menos potente da categoria e os preços não são convidativos

Por Isadora Carvalho Atualizado em 6 Maio 2022, 15h56 - Publicado em 8 abr 2022, 01h10

Além de ter ganhado visual mais moderno, a Nissan Frontier 2023 tem novos equipamentos de segurança e ganhou duas novas versões topo de linha. Uma delas nós fomos conhecer na Argentina: é a Frontier PRO-4X

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

A nova versão tem pegada aventureira como a já conhecida versão de intermediária Attack, mas com visual ainda mais marcante pneus all-terrain, faróis de led e tecnologias semi-autônomas. Ela está alinhada com as recém-lançadas Ford Ranger FX4 e a Chevrolet Z71. 

Nueva Nissan Frontier
Divulgação/Nissan

O preço não mudou na linha 2023, mas digamos que isso não é uma das melhores notícias, afinal a faixa de preço da picape já era mais alta. Pelos mesmo R$ 314.590 que eram cobrados na versão XE, a Frontier PRO-4X torna-se a versão aventureira mais cara do segmento de picapes médias, pois a Ranger FX4 custa R$ 288.990 e a Chevrolet S10 Z71 sai por R$ 271.910.

O que é a Nissan Frontier PRO-4X? 

Pela primeira vez a Frontier terá duas versões topo de linha, a Platinum e PRO-4X, e o nível de equipamentos é bem próximo, sendo que a aventureira soma bloqueio do diferencial traseiro, pneus all terrain e rodas de liga leve de 17” com desenho exclusivo. 

Nueva Nissan Frontier
Divulgação/Nissan

Mas elas se diferenciam mesmo pelo design. A Frontier PRO-4X tem todas as molduras e detalhes pintados em preto enquanto a Platinum tem esses mesmos elementos cromados. Além disso, os ganchos para reboque e o logo da Nissan ficam destacados em vermelho na aventureira. 

Nueva Nissan Frontier
Versão Platinum tem detalhes cromados Divulgação/Nissan

Mas o preço elevado tem uma boa justificativa, entre as rivais ela é de longe a mais bem equipada. O pacote de segurança ativa, chamado de Safety Shield, inclui alerta e frenagem autônoma de emergência, assistente de permanência em faixa, monitor de atenção do motorista e alerta de pontos cegos que também intervém nos freios e corrige a direção para evitar impactos laterais.

Compartilhe essa matéria via:

E essas tecnologias a tornam uma das picapes mais completas do segmento e pode justificar o valor mais salgado. Só fica devendo o piloto automático adaptativo que se encontra na Ford Ranger Limited.

Como anda a picape?

Tivemos a oportunidade de dirigir a nova Nissan Frontier 2023 dentro do Parque Nacional Iguaçu, do lado argentino, e pudemos conferir todos os atributos off-road em meio a mata fechada. 

Nueva Nissan Frontier
Divulgação/Nissan

Foram duas horas de trilha com muita terra e lama em um comboio com mais de trinta picapes. Assim que entramos no terreno fora de estrada selecionei a tração 4×4 Low (são três: 4×2, 4×4 High e 4×4 Low) que torna a picape com tração integral e bloqueia o diferencial traseiro – o que permite utilizar o máximo de torque na roda que tem mais aderência e evita o deslizamento excessivo na roda oposta.

Nos trechos com mais lama essa função foi fundamental, a traseira chegava a escorregar, mas logo recuperava a direção ao me direcionar para o pavimento mais seco. 

Nueva Nissan Frontier
Divulgação/Nissan
Continua após a publicidade

Os modos de tração funcionam em conjunto com os modos de direção que podem ser ativados no console central, são eles: standard, sport, off-road e tow (usada quando a caçamba está carregada ou ao se puxar reboque). 

A função off-road foi a mais utilizada durante o test-drive e é perceptível que o motor trabalha em rotações mais altas para oferecer o máximo de torque em baixas velocidades. Afinal, em trilhas pesadas é natural manter uma velocidade média de 30 km/h e é exatamente nessa condição que o torque será mais exigido. 

As suspensões receberam novos amortecedores que conferiram uma melhor estabilidade da carroceria tanto na condução off-road quanto em curvas mais acentuadas no asfalto. Os freios traseiros passaram a ser a disco sólido na traseira – o que trouxe um incremento em segurança e conforto nas frenagens mais bruscas. 

Nueva Nissan Frontier
A imagem 360 graus aparece no painel quando o modo 4×4 é acionado, mas a resolução podia ser melhor Divulgação/Nissan

No asfalto foi perceptível o excelente conforto acústico na cabine graças ao bom isolamento do habitáculo e também ao comportamento menos ruidoso do motor a diesel. 

Falando de motor, a picape é equipada com o 2.3 biturbo a diesel com rendimento de até 190 cv e 45,9 kgfm e não houve nenhuma mudança no conjunto mecânico que, inclusive, continua com o câmbio automático de sete marchas.

O máximo de torque é entregue aos 1.500 rpm e essa característica torna a condução mais divertida e traz mais confiança nas ultrapassagens e nesse regime não há nem a presença de turbo-lag, porém nas faixas mais altas de rotação o motor demora um pouco mais pra responder do que deveria. 

Cabine renovada

Por dentro, além de um novo volante, a Frontier PRO-4X se destaca por ter costuras em duas cores, o nome da versão bordado nos assentos dianteiros, com relevos especiais na forração.

Nueva Nissan Frontier
Divulgação/Nissan

Fora isso, a picape continua com quadro de instrumentos com tela de 7 polegadas colorida, central multimídia de oito polegadas e com ar-condicionado de duas zonas com saídas de ar traseiras.

Nova Nissan Frontier
Divulgação/Nissan

Agora há três portas USB, sendo uma delas, no console, do tipo C, que suporta carregamento rápido. Há, também, duas entradas de 12V na cabine e uma na caçamba. Além disso, segundo a marca, há 27 porta-objetos espalhados nas duas fileiras.

Nova Nissan Frontier
Divulgação/Nissan

O acabamento é em sua totalidade de plástico rígido, porém a textura é agradável e não há rebarbas, o que evidencia uma boa manufatura.

O entre-eixos continua o mesmo, de 3,15 metros, o que torna a vida dos ocupantes traseiros mais confortável. Passageiros com até 1,80 metro se acomodam bem na segunda fileira. 

Vale a pena? 

Essa versão aventureira, PRO 4X, é a mais completa em relação às rivais. Porém, o seu preço elevado a aproxima das versões topo de linha da Ranger e Hilux e isso a coloca em desvantagem. 

Nueva Nissan Frontier
Divulgação/Nissan

Pesa o fato de não contar com piloto adaptativo de série e nem direção com assistência elétrica – equipamentos importantes e que estão presentes nas concorrentes. A Ranger Limited (topo de linha) é, inclusive, mais barata, custando R$ 313.590 – R$ 1.000 a menos que a Frontier.

Já a líder do segmento, Hilux, na versão SRX custa R$ 320.090, portanto R$ 5.500 mais cara que a japonesa. 

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês