Impressões: Mercedes-Benz Sprinter 313 Street Chassi

Utilitário tem PBT de 3.500 kg e pode ser conduzido por motoristas com CNH de categoria B

O Mercedes-Benz Sprinter 313 Street está no meio do caminho entre uma picape grande e um caminhão. Ideal para transporte de cargas em áreas urbanas, pode ser conduzido com CNH na categoria B e passa sem dificuldades por vias estreitas. Legalmente, ele tem a equivalência a um automóvel de passeio.

Em nossa avaliação, seus 236,6 cm de altura não permitiram o acesso a uma garagem de condomínio predial, mas seus 199 cm de largura é que se destacam. Essa medida equivale a um automóvel de grande porte.

Se não fosse pelo comprimento de 587 cm, a condução seria praticamente idêntica à de uma picape cabine dupla.

Mercedes Sprinter 313 Street pode ser conduzido apenas com CNH de categoria B

Mercedes Sprinter 313 Street pode ser conduzido apenas com CNH de categoria B (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

Apesar dessas medidas, o diâmetro de giro é de meros 13,6 m – o que garante agilidade mesmo em espaços apertados e muita facilidade para manobrar.

A versão 313 CDI Street oferece retrovisores externos com ajuste elétrico, assento com regulagem de altura e volante com ajuste de altura e profundidade.

Caçamba de alumínio é mais leve – e custa cerca de R$ 15.000

Caçamba de alumínio é mais leve – e custa cerca de R$ 15.000 (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

Além do 313, a Mercedes comercializa no Brasil os modelos 415 e 515 (porém com PBT maior), com a possibilidade de carroçarias diversas. O modelo das fotos estava equipado com carroçaria de carga seca e lastro.

Durante a avaliação, trocamos os sacos de areia por 1 tonelada em objetos (menos da metade da capacidade admissível no eixo traseiro, de 2.250 quilos).

Modelo 313 tem três opções de chassi

Modelo 313 tem três opções de chassi (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

Essa carga não foi um desafio para o motor OM 651 CDI, um 2,2-litros bi turbo diesel de quatro cilindros em linha e 129 cavalos a 3.800 rpm (e torque de 31,1 mkgf entre 1.200 e 2.400 giros).

O peso em ordem de marcha é de 1.840 kg, com PBT (Peso Bruto Total) de 3.500 kg.

Frear também não há dificuldade nem necessidade de adaptação, já que os freios hidráulicos têm funcionamento idêntico ao de carros pequenos, ao contrário do sistema a ar de caminhões e ônibus.

No entanto, a visibilidade traseira é, obviamente, deficiente pela própria construção do veículo. Deveria haver, ainda que entre os opcionais, um sistema de câmera de ré. Mas não há, e no Brasil o equipamento é uma raridade no segmento.

Com dois metros de largura, não é difícil acessar (ou estacionar) em vias estreitas

Com dois metros de largura, não é difícil acessar (ou estacionar) em vias estreitas (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

De acordo com o programa de etiquetagem do Conpet, as médias de consumo são 7,6 km/l na cidade e 9,1 km/l na estrada.

As demais versões do Sprinter carregam até 5.000 kg, com espaço útil de 22 m³. Os três modelos (313 Street, 415 e 515), somados a três tamanhos de entre-eixos (curto, 325 cm; longo, 366,5 cm e extra-longo, 432,5 cm), permitem até 60 configurações.

A transmissão manual de seis marchas (caixa ZF 6S 450) mostrou-se adequada, com engates suaves e precisos, pois não demonstrou sinais de “buracos” em uso urbano e carregado, tampouco em uso rodoviário.

Ergonomia e conforto são destaques. Volante multifuncional é item opcional

Ergonomia e conforto são destaques. Volante multifuncional é item opcional (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

Painel de instrumentos conta com computador de bordo

Painel de instrumentos conta com computador de bordo (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

Sem carga, a condução é incômoda, pois a potência do motor leva as rodas a girarem em falso em pisos acidentados. Em outras palavras, o Sprinter chasse funciona como qualquer veículo de carga – roda melhor com carregado do que vazio.

Cabine tem 2,37 m de altura

Cabine tem 2,37 m de altura (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

De série, o Mercedes vem com direção hidráulica, airbags para motorista e passageiro (apenas na 313 Street), controle de estabilidade (ESP), faróis de neblina, assistente de vento lateral e chave com controle remoto.

Sprinter 313 Street tem PBT de 3.500 kg

Sprinter 313 Street tem PBT de 3.500 kg (Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas)

O preço sugerido inicial varia entre R$ 114.400 e R$ 125.120 – considerando ICMS de 12%.

Porém, o modelo avaliado estava equipado com ar-condicionado, volante multifuncional, controle de cruzeiro com limitador de velocidade e rodas de liga leve de 16 polegadas – todos equipamentos opcionais.

A caçamba de alumínio também é vendida à parte. A configuração para o chassi curto custa cerca de R$ 15.000.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s