Clique e assine por apenas 5,90/mês

Impressões ao dirigir: BMW 540i, o Série 5 que vale por 7

O novo BMW Série 5 tem design e tecnologias que até hoje estavam disponíveis só no seu irmão maior, o Série 7

Por Joaquim Oliveira, do Estoril (Portugal) - Atualizado em 17 dez 2018, 16h11 - Publicado em 15 fev 2017, 14h00
Design: qualquer semelhança com o Série 7 não é mera coincidência
Design: qualquer semelhança com o Série 7 não é mera coincidência

Quem busca um sedã de categoria superior, mas não quer parecer uma celebridade, chefe de Estado ou astro do rock, tem os sedãs intermediários das marcas premium como primeira opção.

No caso do novo BMW Série5, que chega agora à sétima geração, o comprador não precisa nem abrir mão das melhores coisas que costumeiramente acompanham os modelos maiores, como as tecnologias mais avançadas.

https://www.youtube.com/watch?v=xDRX_aKQ3A0

O BMW Série 5 traz todos os principais recursos apresentados pelo Série 7 (lançado no final de 2015), o que inclui a central multimídia com reconhecimento de gestos e os dispositivos de condução semiautônoma (que assume o controle do carro em determinadas situações, no trânsito ou na estrada).

Para não dizer que não ficou nada de fora, o Série 5 deixou de incorporar partes de fibra de carbono à sua estrutura, como o irmão maior, que emagreceu 130 kg com essa tecnologia. Em compensação, o Série 5 ganhou maior participação de alumínio em sua construção, o que reduziu 90 kg de seu peso, na comparação com o seu antecessor.

Interior abusa do couro e alumínio no acabamento
Interior abusa do couro e alumínio no acabamento divulgação

Além da fibra de carbono, o Série 7 também traz aqueles equipamentos especiais para os que viajam no banco traseiro, como telas do sistema de entretenimento, tablet, mesinha, cortinas e frigobar. Mas esses itens fazem parte do conceito de limusine que o comprador de um sedã intermediário quer evitar.

Ar-condicionado tem controles independentes na traseira
Ar-condicionado tem controles independentes na traseira divulgação

Por outro lado, o Série 5 também traz tecnologias inéditas, como o software Microsoft Office 365 com função Exchange para acessar e-mails, que também permite que se baixem programas diretamente do site BMW ConnectedDrive sem passar pelo celular, porque o carro tem um cartão SIM instalado de série.

A tela da central multimídia é touch e boa parte das funções pode ser comandas por ela
A tela da central multimídia é touch e boa parte das funções podem ser comandas por ela divulgação

Há outro recurso que os dois sedãs, Série 5 e 7, possuem na Europa, que é o controle remoto para estacionamento de forma autônoma, mas que a BMW não disponibiliza nas versões comercializadas no Brasil.

Duas versões no Brasil

Até no vi­sual, o Série 5 ficou parecido com o Série 7. O ponto de maior identidade está na lateral. O design da área envidraçada, a linha de teto, o vinco que passa logo abaixo das maçanetas e o formato da soleira são idênticos. Até as novas saídas de ar logo atrás das rodas do Série 7 foram replicadas no Série 5.

Continua após a publicidade

Na dianteira, a grade do radiador dupla é proporcionalmente menor no Série 5, mas tem design similar. E os faróis ganharam contornos mais retos, enquanto a parte inferior do para-choque está mais para Série 3, assim como as lanternas, na traseira.

Versão 540i tem motor de seis cilindros turbo que gera 340 cv
Versão 540i tem motor de seis cilindros turbo que gera 340 cv divulgação

As dimensões do novo sedã praticamente não se alteraram. A cada nova geração, as montadoras ficam tentadas a ampliar o tamanho dos carros, pensando em ganhar espaço interno, mas desta vez os projetistas da BMW se seguraram.

A versão avaliada em Estoril (Portugal) foi a 540i, uma das cotadas a vir ao Brasil. É equipada com motor de seis cilindros em linha, de 340 cv, e câmbio automático de oito marchas. A BMW ainda não anunciou o lançamento oficial do carro no país, mas sabe-se que ele chegará neste primeiro semestre de 2017 e deverá vir em duas versões.

Sedã acomoda cinco pessoas com conforto
Sedã acomoda cinco pessoas com conforto divulgação

Além da 540i, a outra deve ser a 530i, que traz motor 2.0 de quatro cilindros de 249 cv e câmbio automático de oito marchas. A 530i seria a versão de entrada (com a missão de enfrentar o Mercedes-Benz E250) custando cerca de R$ 300.000. E a 540i ficando como a topo de gama, com preço ao redor de R$ 380.000. Como referência, o 750Li M Sport à venda no país custa a partir de R$ 709.950.

À noite, o destaque vai para iluminação ambiente da cabine
À noite, o destaque vai para iluminação ambiente da cabine divulgação

Neste primeiro contato com o 540i, percebemos que ele melhorou muito dinamicamente, na comparação com seu antecessor. Não pudemos medir o desempenho no nosso test-drive. Segundo a BMW, ele acelera de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos e atinge a velocidade de 250 km/h (limitada eletronicamente).

O novo sedã ficou 90 kg mais leve que a geração anterior
O novo sedã ficou 90 kg mais leve que a geração anterior

Mas notamos que, graças à nova calibragem da direção e da suspensão, o sedã entrega conforto e esportividade em doses generosas, de acordo com o modo de condução selecionado (Eco Pro, Confort, Sport e Sport+). Eis aí outra vantagem que o novo Série 5 tem sobre o irmão maior: mais leve e compacto, ele é um sedã mais ágil e fácil de manobrar. Em outras palavras, mais gostoso de dirigir.

Veredicto

O novo Série 5 tem visual, conteúdo e desempenho compatíveis com os do Série 7, mas custando a metade do preço.

 

Ficha técnica – BMW 540i

  • Preço: R$ 380.000 (estimado)
  • Motor: gas., diant., 6 cil. em linha, turbo, 24 V, 2.998 cm3, 82 x 94,6 mm, 11:1, 340 cv a 5.500 rpm, 45,9 mkgf de 1.380 a 5.200 rpm
  • Câmbio: automático, 8 marchas, tração traseira
  • Suspensão: Duplo A (diant.), multilink (tras.)
  • Freios: discos ventilados
  • Direção: elétrica
  • Rodas e pneus: 225/55 R17
  • Dimensões: comp., 493,6 cm; largura, 186,8 cm; altura, 147,9 cm; entre-eixos, 297,5 cm; peso, 1.670 kg; tanque, 68 l; porta-malas, 530 l
  • Desempenho: 0 a 100 km/h em 5,1 s, vel. máx., 250 km/h
Continua após a publicidade
Publicidade