Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Este é o visual do Jeep Renegade T270 2022, com motor 1.3 turbo

Quase completando sete anos à venda no Brasil, o Jeep Renegade se prepara para ganhar mais desempenho e capacidade off-road

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 10 jan 2022, 11h00 - Publicado em 10 jan 2022, 00h22

O vazamento de um vídeo publicitário acabou com o segredo por trás do visual do Jeep Renegade 2022 (sim, mesmo que alguns carros já sejam 2023), que será lançado até fevereiro.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

A fabricante já não escondia que o SUV compacto passará a ser equipado apenas com o motor T270, o 1.3 tuboflex de 180/185 cv e 27,5 kgfm, que já equipa o Compass e a Fiat Toro. Ou seja, garantiram a morte das versões com motor 1.8 E.torQ e com o 2.0 Multijet, mas não deu maiores detalhes da segunda atualização visual do modelo nestes quase sete anos à venda no Brasil.

Clique aqui para entender o motivo do Jeep Renegade a diesel estar saindo de linha no Brasil.

Jeep Renegade T270 Trailhawk 2022
Divulgação/Jeep

Um vídeo publicitário divulgado pelo perfil @mundodrive pôs fim a esse segredo. Mas a Jeep rapidamente agiu para divulgar imagens com mais definição, que permitem notar as novidades na dianteira e na traseira. E ainda deixa registrado o retorno da cor laranja que esteve disponível no lançamento do Renegade, lá em 2015.

Jeep Renegade T270 2022 Trailhawk
Reprodução/Internet

Na frente, destaque para uma versão mais estreita da grade com as tradicionais sete barras. Agora as barras são menores que os faróis, que aparentam ser de leds e com nova disposição dos elementos internos. Isso porque as luzes de seta e a luzes de rodagem diurna saíram do para-choque e agora passam a estar integradas aos faróis.

Jeep Renegade T270 2022 Trailhawk (4)
Reprodução/Internet
Jeep Renegade T270 2022 Trailhawk
Reprodução/Internet

Com o isso, o para-choque dianteiro também mudou. Há um nicho melhor definido para os faróis de neblina, também de leds, enquanto a seção que simula um para-choque de impulsão está melhor definida e tem peças vermelhas na versão Trailhawk. Esta mudança não altera o ângulo de ataque, mantido em 30°.

Continua após a publicidade

A imagem da traseira revela um novo conjunto de lanternas de leds, que destaca a parte central em “X”. O para-choque também está diferente, com uma placa cinza na região central e um gancho de amarração vermelho. Ele mudou o suficiente para ter prejudicado o ângulo de saída do SUV.

Por dentro, além da central multimídia atualizada, o Renegade recebe o mesmo volante dos Compass e Commander e o quadro de instrumentos digital da Fiat Toro.

Melhor no fora de estrada

O carro das fotos é o tradicional Renegade Trailhawk, que tem a tração 4×4 permanente confirmada em parceria com o câmbio automático de nove marchas, ambos herdados das versões 2.0 turbodiesel. Mas as versões com tração 4×2 também serão equipadas com o motor 1.3 turbo flex, identificado como T270.

Jeep Renegade T270 2022 Trailhawk
Reprodução/Internet

Esse motor com até 185 cv promete acabar com a má fama do Renegade no que diz respeito a desempenho. Mas a Jeep também entrou em ação para que seu menor SUV deixe de temer as rampas de garagem.

O chamado Jeep Traction Control +, já presente no Compass e no Commander, e semelhante ao TC+ dos Fiat, melhora o comportamento do controle de tração em pisos de baixa aderência. Ao apertar a tecla ASR OFF, o sistema aplica torque de frenagem na roda que está escorregando e transfere, pelo diferencial, o torque para outra roda que esteja em contato com o piso. As rampas de shopping na diagonal não perdem por esperar. 

Jeep Renegade T270 2022 Trailhawk
Reprodução/Internet

Mas alguns números importantes no off-road teriam piorado. Embora o ângulo de ataque ainda seja de 30°, o de saída foi reduzido de 35 para 32° e o ângulo ventral, de 23 para 22°. Já a altura livre do solo baixou dos 22,4 para 21,6 cm.

Desempenho muito melhor

O Renegade 1.8 flex deixava a desejar, mas o 2.0 diesel andava bem. Com o novo motor 1.3 GSE turbo flex, porém, o Jeep Renegada está ainda mais rápido.

No caso do Renegade Trailhawk 4×4 T270, a Jeep promete um zero a 100 km/h em 9,9 segundos quando com gasolina e 9,7 s quando com álcool. Para efeito de comparação, o 2.0 diesel cumpria o mesmo em 9,9 s, nos números da fabricante, com máxima de 190 km/k.

O 1.8 precisava de otimistas 11,1 s com etanol e não passava dos 182 km/h. O Renegade 1.3 chega aos 202 km/h quando com etanol. A redução do peso na comparação com o antigo Trailhawk diesel é de 31 kg, de 1.674 kg para 1.643 kg.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Quatro Rodas 753 janeiro 2022 (1)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)