Clique e assine com até 75% de desconto

VW Tarek: SUV que chega no fim do ano será um Jetta mais alto e largo

SUV deriva diretamente da plataforma do sedã, com quem compartilha o entre-eixos, e terá missão de incomodar a vida do Jeep Compass

Por Leonardo Felix 25 abr 2020, 07h00
Assim será o visual do VW Tarek na América Latina José Iván/Reprodução

O presidente da Volkswagen para América Latina e Caribe, Pablo di Si, confirmou esta semana em videoconferência com jornalistas que o projeto Tarek, SUV compacto-médio criado para brigar diretamente com o Jeep Compass, não será afetado pela pandemia do coronavírus e terá lançamento no Brasil ainda este ano.

A produção já está confirmada para a fábrica argentina de General Pacheco, que recebeu um investimento de US$ 650 milhões (R$ 3,7 bilhões) para atualização dos processos produtivos a fim de comportar a plataforma MQB A, a mesma de Golf, Tiguan e Jetta, que dará vida ao modelo.

Traseira ainda preserva muito do Tharu chinês José Iván/Reprodução

Mas, afinal, qual é a dele? QUATRO RODAS explica agora os detalhes de um produto que ainda parece não ter sido tão bem assimilado pelos consumidores, mas que será muito importante dentro da estratégia de crescimento da marca alemã no país.

Painel terá acabamento similar ao do Jetta Divulgação/Volkswagen

A primeira informação relevante é que a denominação Tarek se refere ao projeto e, portanto, é provisória. O mesmo acontece com a picape Tarok – que, aliás, terá a mesma cabine do Tarek caso vire um veículo de produção.

Seu nome definitivo deve ficar conhecido apenas perto do lançamento.

Posicionamento será entre T-Cross e Tiguan Divulgação/Volkswagen

Embora já seja vendido na China, sob a alcunha Tharu, o modelo terá um visual diferente na América do Sul.

Um protótipo com seus traços atualizados, mais próximos aos do T-Cross que aos do Tiguan, já foi flagrado sem camuflagem no México, onde o SUV também será fabricado para exportação aos Estados Unidos.

Modelo trará quadro de instrumentos digital de série Divulgação/Volkswagen

Aliás, o Tarek será posicionado exatamente entre T-Cross e Tiguan, com faixa de preços muito provavelmente entre R$ 120.000 e R$ 160.000.

A tabela abaixo, comparando as dimensões de cada um dos três SUVs, deixa mais claro o que estamos querendo dizer:

Modelo / Dimensões T-Cross Tarek Tiguan
Comprimento 4,20 m 4,47 m 4,70 m
Largura 1,76 m 1,84 m 1,86 m
Altura 1,60 m 1,62 m 1,66 m
Entre-eixos 2,65 m 2,68 m 2,79 m
Porta-malas 373 l 455 l 686 l

Há um enorme degrau entre as dimensões de T-Cross e Tiguan, que o Tarek chega para preencher.

Continua após a publicidade

Além disso, suas dimensões são mais compatíveis com as do Compass, contra quem o SUV argentino chegará para brigar (ou pelo menos para tentar roubar uma parte dos clientes).

Capacidade do porta-malas chega a 1.543 l com o banco traseiro rebatido Divulgação/Volkswagen

Para tanto, sua plataforma é a mesma do Tiguan, porém herdando o entre-eixos de outro modelo derivado da matriz MQB A: o Jetta, que possui 2.688 mm de distância, 0,7 cm a mais que o Tarek (que se justificam pelas diferenças no ajuste das suspensões).

Jetta é o modelo que serviu de base para construir o Tarek Divulgação/Volkswagen

Se o ponto de comparação é o Jetta, nossa reportagem pode afirmar que o Tarek será vendido no Brasil com motor 1.4 turbo flex com injeção direta de 150 cv e 25,5 kgfm (250 TSI), aliado sempre a câmbio automático de seis marchas e com tração dianteira. Seu peso deve ficar na casa de 1.400 kg.

Motor 250 TSI (1.4 turbo flex) de 150 cv e 25,5 kgfm equipará o Tarek Christian Castanho/Quatro Rodas

Mas o SUV será mais alto, obviamente, assim como mais largo que o sedã: são 4,1 cm a mais de largura e 15,4 cm a mais de altura, embora o Jetta seja 20,6 cm mais comprido e tenha um porta-malas 55 l mais volumoso.

Do três-volumes, o projeto Tarek deve receber ainda o conjunto de suspensões (McPherson e eixo de torção), a direção com assistência elétrica e os freios a disco nas quatro rodas.

Teto solar panorâmico deve estar presente no Tarek sul-americano Divulgação/Volkswagen

Por dentro, o Tarek deve ser mais espaçoso para cabeças e ombros do que o Jetta, mas conservará um padrão similar de acabamento.

E será mais tecnológico: deve contar com todas as novidades previstas para estrearem no SUV cupê Nivus, como controle de cruzeiro adaptativo e frenagem autônoma de emergência.

Incluirá, ainda, mimos como freio de estacionamento eletrônico e teto solar panorâmico.

  • Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Continua após a publicidade
    Publicidade