Volkswagen Tarok antecipa picape rival da Toro

Polo e Virtus GTS marcam retorno da sigla com motor 1.4 TSI de 150 cv; híbrido Golf GTE chega em 2019

 (Renato Pizzutto/Quatro Rodas)

Duas surpresas da Volkswagen, Polo e Virtus GTS foram revelados antes da hora. Mas há outras novidades: a inédita picape Tarok e o Golf GTE.

Tarok

A picape conceito feita na plataforma MQB – que serve do Polo ao gigante Atlas – só deverá chegar ao mercado em 2020.

 (Renato Pizzutto/Quatro Rodas)

Criado para brigar com Fiat Toro e Renault Duster Oroch, o modelo ainda enfrentará as futuras picapes Chevrolet e Fiat.

 (Renato Pizzutto/Quatro Rodas)

A marca garante que haverá opção de tração nas quatro rodas e capacidade de carga para até uma tonelada.

 (Renato Pizzutto/Quatro Rodas)

Entretanto, não foram reveladas informações de motorização do modelo que será produzido nos próximos anos.

“Essa picape está sendo projetada e desenvolvida totalmente no Mercosul”, diz Pablo di Si, presidente da Volkswagen.

 (Renato Pizzutto/Quatro Rodas)

Uma das inovações é que a parede divisória da cabine com a caçamba (que tem tomadas de energia e USB) pode ser rebatida.

“Caso o cliente queira levar um caiaque, por exemplo, ele pode”, afirma José Carlos Pavone, designer da Volkswagen.

Polo e Virtus GTS

 (Renato Pizzutto/Quatro Rodas)

A dupla de esportivos marca o retorno da sigla GTS ao mercado brasileiro. Além do visual, eles terão motores mais potentes.

 (Renato Pizzutto/Quatro Rodas)

Ambos receberam o mesmo 1.4 turbo flex com 150 cv de potência e 25,5 mkgf de torque já utilizados por Golf e Jetta.

Por sua vez, elementos como para-choques, rodas, faróis e lanternas foram emprestados do Polo GTI europeu (que não virá para nós).

 (Rodrigo Ribeiro/Quatro Rodas)

A dupla será comercializada em 2019 e, por enquanto, são tratados só como conceito. Por isso, ainda não têm preços.

Golf GTE

A versão esportiva (e híbrida) do hatch foi confirmada para o Brasil e chegará às lojas no segundo semestre de 2019.

Com motor 1.4 turbo a combustão e outro elétrico, o modelo tem até 205 cv de potência e 35,7 mkgf de torque.

O conjunto de baterias de íons de lítio pode ser recarregado em tomadas (sistema plug-in) e tem até 50 km de autonomia no modo totalmente elétrico.

 (Renato Pizzutto/Quatro Rodas)

De acordo com a Volkswagen, o modelo é capaz de acelerar de zero a 100 km/h em 7,6 segundos e chegar aos 222 km/h.

Como acontece em outros mercados, essa versão ficará posicionada acima do GTI – que atualmente custa R$ 143.790.

 (Renato Pizzutto/Quatro Rodas)

A principal diferença em relação ao carro que já testamos em 2015 é o visual, que recebeu a reestilização da linha Golf.

Esse será o primeiro dos seis modelos elétricos e híbridos prometidos para o mercado brasileiro nos próximos anos.

T-Cross

Já revelado antes do Salão do Automóvel, o modelo será apresentado ao público pela primeira vez durante o evento.

 (Renato Pizzutto/Quatro Rodas)

Haverá dois motores disponíveis, ao menos por enquanto: 1.0 turbo com 128 cv de potência e 1.4 turbo com 150 cv.

QUATRO RODAS já andou no SUV e antecipou equipamentos como teto panorâmico e assistente de estacionamento.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s