Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Virtus, Tracker, Jimny e mais: 10 carros que passaram dos R$ 120.000

Modelos que há um ano margeavam os R$ 100.000 viram seus preços dispararem mais de 20% durante a pandemia

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 11 fev 2021, 00h53 - Publicado em 11 fev 2021, 08h00
10 carros que passaram dos R$ 120000
Arte/Quatro Rodas

Você deve ter percebido que os carros ficaram muito mais caros no último ano. Os preços aumentaram tanto que até carros usados estão mais valorizados agora.

Além do real estar desvalorizado frente ao dólar, o que encarece as peças importadas, as medidas de isolamento social mais rígidas adotadas no mundo inteiro meses atrás impactaram a produção de componentes eletrônicos, agora em falta, e a disponibilidade dos aços usados pela indústria automotiva. O significativo aumento dos preços foi consequência.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7.90

Em alguns casos, o impacto nos preços é ainda mais notável. Carros que antes tinham preços ao redor dos R$ 100.000 agora passam dos R$ 120.000. A seguir, alguns preços de tabela que podem assustar.

Volkswagen Virtus GTS 1.4 TSI – R$ 120.375 (com pintura metálica)

Virtus GTS
Azul Biscay é a única alternativa a preto, prata e branco Reprodução/Volkswagen

A versão esportiva do Virtus, única com o motor 1.4 com turbo e injeção direta de 150 cv e 25,5 kgfm, custava R$ 104.940 quando chegou às lojas, há exatamente um ano. 

Os R$ 120.375 são válidos para qualquer unidade com pintura metálica. Com cores sólidas, custa R$ 118.790 (preto) e R$ 119.285 (branco).

Está tão caro que ajudou a empurrar para cima os preços do Jetta, que agora custa R$ 137.720 na versão Comfortline. 

Honda Civic EX 2.0 – R$ 120.400

Honda Civic 2021
Honda Civic 2021 Divulgação/Honda

O Honda Civic EX custava R$ 107.600 no lançamento da linha 2020, no fim de 2019. O salto nos preços veio acompanhado da possibilidade do modelo não ser fabricado no Brasil na próxima geração e também do fim da oferta da versão esportiva Si.

Na linha do Honda Civic 2021 a versão mais barata é a EX, por R$ 109.300, e a mais cara é a Touring 1.5 turbo, por R$ 149.400.

Toyota Corolla GLi 2.0 – R$ 120.790

Toyota Corolla GLi
Toyota Corolla GLi 2.0 Fernando Pires/Quatro Rodas

Não existe versão mais barata do Toyota Corolla. O GLi é a versão de entrada do sedã médio e se ela custava R$ 99.990 no lançamento da nova geração, no fim de 2019, agora está 20,8% mais caro.

Parece que o céu é o limite para o modelo. A versão topo de linha do Corolla 2022 é a Altis Premium Hybrid, que custa R$ 158.890.

Chevrolet Tracker Premier 1.0 turbo – R$ 121.070

Lançado em março de 2020, logo quando a covid-19 chegou ao Brasil, o novo Tracker passou por mudanças em sua gama de versões seis meses depois.

Continua após a publicidade

De outubro de 2020 para cá, porém, seus preços subiram tanto que a versão Premier 1.0 passou dos R$ 114.590 para R$ 121.070, mesmo preço da versão Premier 1.2 àquela época.

Vale dizer que hoje o Tracker Premier 1.2 2021 custa R$ 129.490.

Volkswagen T-Cross Comfortline 1.0 TSI – R$ 121.090

Volkswagen T-Cross Comfortline
Volkswagen T-Cross Comfortline Christian Castanho/Quatro Rodas

Antes da pandemia nem mesmo o T-Cross Highline 1.4 TSI custava mais de R$ 120.000. Esta, porém, já passou para outro patamar: custa R$ 130.190 agora.

A versão intermediária Comfortiline, com o motor 1.0 TSI de 128 cv, por sua vez, custava 107.890 no primeiro semestre de 2020 e agora custa R$ 121.090. 

Citroën C4 Cactus Shine Pack 1.6 THP – R$ 122.990

Citroën C4 Cactus Shine THP
Citroën C4 Cactus Shine THP Christian Castanho/Quatro Rodas

O C4 Cactus 2021 tem o motor 1.6 THP Flex de 173 cv em sua versão topo de linha, Shine Pack, que ainda se destaca por ter assistentes autônomos como frenagem de emergência e assistente de pontos cegos.

Pode até ser interessante pelo motor e pelo pacote de equipamentos, mas convém lembrar que no início de 2020 custava 17,8% menos: R$ 100.990.

Fiat Toro Freedom 1.8 AT – R$ 124.990

Fiat Toro
Fiat Toro Freedom Marco de Bari/Quatro Rodas

A Toro Freedom começou 2020 custando R$ 112.490 e subiu 11% até agora. Mas vale lembrar que a nova Toro 2022 estreia no meio do ano com visual atualizado, motor 1.3 turbo flex e novos equipamentos. E a nova tabela de preços será mais pesada.

Jeep Renegade Limited 1.8 – R$ 127.290

Jeep Renegade 2021
Na versão Limited, Renegade vem com rodas esportivas de 17 polegadas Christian Castanho/Quatro Rodas

O Jeep Renegade Limited 1.8 2021 passou a ter teto solar panorâmico de série, o que elevou seu preço dos R$ 113.990 para R$ 119.990 em julho de 2020. E até agora seu preço subiu R$ 7.300.

Caoa Chery Tiggo 7 TXS 1.5 turbo – R$ 128.940

CAOA Chery Tiggo 7 2021
CAOA Chery Tiggo 7 2021 Divulgação/Chery

Levemente reestilizado no início de 2020, o Chery Tiggo 7 2021 estreou por R$ 117.990. As novidades eram uma nova central multimídia de 9 polegadas, molduras pretas sobre as caixas de roda e detalhes (também na cor preta) em partes dos para-choques. Nada mudou desde então, a não ser o preço, que subiu para R$ 128.940.

Suzuki Jimny Sierra 4YOU 1.3 manual – R$ 128.990

Jimny Sierra
Na quarta geração, jipinho ganhou novo visual e equipamentos Divulgação/Suzuki

Não parece, mas o Jimny Sierra 4YOU é a versão mais barata da segunda geração do Suzuki Jimny. Quando estreou no Brasil, no fim de 2019, custava R$ 103.990 e já era considerado caro. Agora que está R$ 128.990, a versão mais cara (com câmbio automático) está custando R$ 148.990 – R$ 26.000 mais caro que no lançamento.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Quatro Rodas capa 741

Continua após a publicidade

Publicidade