Produção e vendas de motos seguem em baixa em 2014

Negócios recuaram 10% no atacado e 5% no varejo

Yamaha lança YS150 Fazer por R$ 7.390,00 Yamaha lança YS150 Fazer por R$ 7.390,00

Yamaha lança YS150 Fazer por R$ 7.390,00 (/)

Os números do mercado das duas rodas seguem bastante desanimadores em 2014. Segundo o balanço divulgado pela Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) nesta sexta-feira (8), a indústria de motocicletas produziu 905.117 unidades de janeiro a julho deste ano, o que significa uma queda 5,2% sobre o mesmo período de 2013, que havia atingido 954.618.

Já as vendas no atacado, das fabricantes para suas concessionárias, somaram 829.838 motocicletas, registrando recuo de 10%. Pelo mesmo comparativo, as exportações recuaram 2,5%, com 52.998 unidades exportadas em 2014, ante 54.343 no ano passado.

As vendas no varejo, nos primeiros sete meses de 2014, totalizaram 838.630 motocicletas, uma retração de 5% nos negócios, ante as 882.478 unidades comercializadas em 2013. Já no comparativo mensal, no mês de julho os negócios no varejo cresceram 16,5%, passando de 103.867 (junho) para 121.012 unidades. Porém, a média de vendas por dia útil ficou em 5.261, quase empatada com a do mês anterior (5.193) e 9,8% inferior em relação a julho de 2013 (5.834).

“Já contávamos com uma retração da demanda no período do campeonato mundial, mas esperávamos a retomada do ritmo de vendas a partir da segunda quinzena de julho, o que não se concretizou. O baixo volume diário de vendas reflete a dificuldade na obtenção de crédito e, de certa forma, o comportamento cauteloso do consumidor diante do cenário macroeconômico”, disse Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

Com a volta às atividades após a Copa do Mundo e as férias coletivas, as fabricantes produziram em julho 135.504 motocicletas, volume 74,2% superior às 77.788 unidades do mês anterior, e 18,2% maior que o registrado em julho de 2013 (114.673). Já no atacado, as vendas avançaram 40,9%, passando de 80.223 unidades em junho, para 113.024, em julho. Comparadas com julho de 2013 (105.964), a comercialização cresceu 6,7%.

Com relação às exportações, o mês de julho registrou acréscimo de 55,4% frente a junho – 7.519 motocicletas contra 4.840. Na comparação com julho de 2013, quando foram exportadas 9.566 unidades, houve queda de 21,4%.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s