Clique e assine por apenas 5,90/mês

Novo Renault Sandero GT Line tem suspensão de Stepway e custa quase um RS

Versão esportivada traz pacote de itens de série equivalente ao da intermediária Zen, mas acrescenta detalhes exclusivos por fora e por dentro da cabine

Por Renan Bandeira - Atualizado em 16 jun 2020, 18h06 - Publicado em 16 jun 2020, 12h19
Divulgação/Renault

A Renault anunciou nesta terça-feira (16) a chegada do novo Sandero GT Line às lojas. 

A versão segue com a cara do modelo convencional, incluindo as molduras plásticas laterais que já equipam todas as versões do hatch com câmbio CVT – QUATRO RODAS, aliás, já explicou por que a marca teve de fazer isso.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

No entanto,  ganhou alguns detalhes estéticos externos e internos da equipe Renault Design Center.

Por fora, recebeu máscara negra nas lanternas e faróis de neblina, aerofólio traseiro e apliques totalmente de plástico preto sobre a caixa de roda, nas saias laterais e na parte inferior dos pára-choques dianteiro e traseiro.

As rodas são de liga leve com 15 polegadas (versão 1.0) ou 16 (versão 1.6). A suspensão, mais elevada, dá a cara do aventureiro Stepway, algo incomum a uma versão que teoricamente teria apelo mais esportivo.

Continua após a publicidade
Sandero GT Line é tão alto quanto um Stepway Fernando Pires/Quatro Rodas

O GT Line tem itens de série equivalentes aos da opção Zen do Sandero. Desta maneira, conta com: travas elétricas, alerta de cinto de segurança do motorista, direção eletro-hidráulica, quatro airbags e banco traseiro rebatível.

Vale lembrar que o modelo também possui encostos de cabeça e cintos três pontos para todos os ocupantes na segunda fileira, além de sistema de ancoragem Isofix e freios ABS, todos obrigatórios por lei.

Também acrescenta sistema multimídia compatível com Android Auto e Apple CarPlay e vidros elétricos dianteiros e traseiros.

A configuração terá duas opções de motores: 1.0 SCe com câmbio manual e 82 cv ou 1.6 SCe com câmbio CVT X-Tronic e 118 cv.

Divulgação/Renault

O preço sugerido para a versão GT Line 1.0 é de R$ 57.390 e para a 1.6 é de R$ 73.290 – apenas R$ 1.600 mais barato que o RS, que custa R$ 74.890 e traz motor 2.0 de 150 cv e 20,9 kgfm.

A versão com motor 1.0 ainda tem disponível um pacote adicional de R$ 900 que agrega as rodas de 16 polegadas e bancos com revestimento exclusivo.

Divulgação/Renault

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Fernando Pires/Quatro Rodas
Continua após a publicidade
Publicidade