Clique e assine por apenas 8,90/mês

Novo Porsche Panamera Hybrid chega ao Brasil por R$ 529.000

Sedã pode passar de R$ 1,2 milhão na versão Turbo S E-Hybrid; perua híbrida estreia no primeiro semestre de 2018

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 9 jan 2018, 18h49 - Publicado em 14 dez 2017, 21h06
Sedã híbrido será oferecido em duas versões no Brasil Porsche/Divulgação

Desempenho esportivo sem poluir o meio-ambiente é a premissa do novo Porsche Panamera Hybrid. A segunda geração do sedã ecológico está à venda desde o começo de dezembro nas nove concessionárias do Brasil.

Duas versões são importadas para cá. O Panamera 4 E-Hybrid combina um motor V6 2.9 biturbo de 330 cv e 45,8 mkgf de torque máximo com outro elétrico de 136 cv e 40,8 mkgf. A potência combinada é de 482 cv, com 71,4 mkgf de torque.

Preços do modelo híbrido começam em R$ 529.000 Porsche/Divulgação

São necessários 4,6 segundos para ir de 0 a 100 km/h e a velocidade máxima é de 278 km/h, de acordo com informações da fabricante.

Seu preço sugerido é de R$ 529.000 na versão normal e R$ 542.000 na carroceria Executive, que traz um entreeixos alongado em 15 cm.

Recarga completa das baterias leva de quatro a oito horas Porsche/Divulgação

Já a versão Turbo S E-Hybrid coloca o Panamera em outro patamar entre os veículos híbridos. O motor V8 4.0 biturbo movido a gasolina gera 440 cv e o motor a eletricidade entrega 136 cv. Combinando as duas fontes de propulsão, o sedã desenvolve 680 cv e 86,7 mkgf, fazendo dele o Panamera mais potente da história.

Perfil do sedã lembra muito o do 911. Mas em um tamanho bem maior Vitor Matsubara/Quatro Rodas

Os tempos de aceleração são ainda menores: 3,5 segundos de 0 a 100 km/h e 310 km/h de velocidade final. Pena que tanto desempenho é vendido por um preço igualmente impressionante: R$ 1.233.000 na versão normal e R$ 1.242.000 na Executive.

Esportivo sustentável

Pinças de freio pintadas de verde identificam o Panamera híbrido Porsche/Divulgação

O sedã possui seis modos de condução. Se houver carga na bateria, o carro dá a partida no modo E-Power e é possível rodar até 50 km apenas impulsionado pela eletricidade, atingindo uma velocidade máxima de 140 km/h. As baterias, aliás, precisam de quatro a oito horas para serem totalmente recarregadas em uma tomada convencional.

Aerofólio ativo se ergue em altas velocidades Porsche/Divulgação

O modo Hybrid Auto alterna as fontes de propulsão de acordo com a situação, mas é possível escolher outros dois ajustes: o E-Hold preserva a carga da bateria ao recorrer apenas ao motor a combustão, enquanto o modo E-Charge transforma o motor V6 em um gerador das baterias.

Versão híbrida oferece seis modos de condução Porsche/Divulgação

Os modos Sport e Sport Plus são indicados para condução esportiva. Além de alterar ajustes de direção, suspensão e transmissão, o primeiro deles preserva um nível mínimo de carga da bateria para as acelerações.

Já o Sport Plus coloca o desempenho em primeiro lugar ao mesmo tempo em que recarrega a bateria nas desacelerações e frenagens.

Continua após a publicidade
Motor 4.0 V8 biturbo tem 440 cv Porsche/Divulgação

Se o motorista quiser mais desempenho basta pressionar o botão no centro do seletor de modos de condução para ativar o Sport Response, que modifica todos os parâmetros do veículo para entregar máxima potência por 20 segundos.

Diversão para quatro

Volante inspirado no do 918 Spyder agrupa vários comandos Porsche/Divulgação

O belo interior tem espaço para quatro pessoas, que viajam em bancos individuais revestidos em couro com abas laterais pronunciadas.

As tradições são respeitadas no Panamera: a chave do lado esquerdo do motorista e o conta-giros no centro do quadro de instrumentos. Ele, inclusive, é a única peça analógica do cluster.

Duas telas de sete polegadas o cercam, podendo ser modificadas para exibir outras informações, como mapa do GPS e informações de condução.

Versão Turbo S E-Hybrid parte de R$ 1,23 milhão Vitor Matsubara/Quatro Rodas

O console central separam os passageiros da frente. No topo fica uma tela de 12,3 polegadas, exibindo todas as informações necessárias para o motorista (incluindo os modos de condução) e dados do sistema de entretenimento a bordo.

Logo abaixo ficam vários botões, pelos quais é possível ativar o ar-condicionado, alterar a rigidez dos amortecedores e desligar o controle de estabilidade, entre outras funções. A tampa traseira é aberta e fechada por um botão, dando acesso ao porta-malas de 495 litros.

Marca aposta que versões híbridas vão liderar as vendas do Panamera Vitor Matsubara/Quatro Rodas

A Porsche espera que as versões híbridas liderem as vendas do Panamera no mercado brasileiro, respondendo por mais de 50% do volume total. Até porque o sedã não será o único modelo híbrido da linha à venda no Brasil.

A estreia da perua Sport Turismo está confirmada para o Brasil no primeiro semestre de 2018.

Veja abaixo os preços da linha Panamera Hybrid:

Versão Preço
Porsche Panamera 4 E-Hybrid R$ 529.000
Porsche Panamera 4 E-Hybrid Sport Turismo R$ 542.000
Porsche Panamera 4 E-Hybrid Executive R$ 554.000
Porsche Panamera Turbo S E-Hybrid R$ 1.233.000
Porsche Panamera Turbo S E-Hybrid Sport Turismo R$ 1.212.000
Porsche Panamera Turbo S E-Hybrid Executive R$ 1.242.000

 

Continua após a publicidade
Publicidade