Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Novo Mercedes-AMG C 43 troca motor V6 por 2.0 e passa dos 400 cv

Sedã esportivo trocou motor V6 biturbo por um 2.0 com turbo elétrico mais potente e híbrido

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 28 abr 2022, 12h12 - Publicado em 28 abr 2022, 12h10

A primeira versão AMG da nova geração do Mercedes Classe C ainda não é a mais potente, mas já surpreende. O novo Mercedes‑AMG C 43 se desfez do antigo motor V6 3.0 biturbo de 390 cv e agora aposta em um 2.0 turbo eletrificado, que é bem mais potente.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

É a primeira vez que um Classe C AMG tem motor de quatro cilindros (os anteriores tiveram pelo menos cinco cilindros). Este novo motor é o mesmo que equipa o novo Mercedes-AMG SL 43, o M139 2.0 com injeção direta e indireta, e um turbocompressor elétrico

2023-Mercedes-AMG-C43
Divulgação/Mercedes-Benz

Essa tecnologia é usada pela Mercedes na Fórmula 1 e consiste em usar um pequeno motor elétrico (tem apenas 4 cm de diâmetro) para impulsionar o turbocompressor, em vez dos gases de escape. Desse modo, ele se torna eficiente desde as baixas rotações até as mais altas, garantindo potência extra nas acelerações e ajudando no consumo.

2023-Mercedes-AMG-C43
Divulgação/Mercedes-Benz

De acordo com a Mercedes, no sedã esportivo o turbo elétrico consegue trabalhar em velocidades de até 175.000 rpm (contra 170.000 rpm no SL) e atua em todas as faixa de rotação do motor, garantindo melhor resposta do pedal do acelerador, mais torque nas arrancadas e melhor aceleração nas retomadas, já que o sistema elétrico mantém o turbo funcionando, mesmo depois de uma frenagem.

2023-Mercedes-AMG-C43
Divulgação/Mercedes-Benz

Não por acaso, o AMG C 43 é mais potente que o SL 43. O motor 2.0 chega aos 408 cv e 51 kgfm em rotação mais elevada que a usual: 5.000 rpm. O antigo motor entregava 52 kgfm entre 2.500 e 5.000 rpm. E ainda tem o impulso extra de 14 cv do alternador/gerador por correia que trabalha a 48V – mesma tensão do turbo elétrico. 

2023-Mercedes-AMG-C43
Divulgação/Mercedes-Benz
Continua após a publicidade

O câmbio também mudou. Se antes usava o automático AMG Speedshift TCT 9G, de nove velocidades, agora usa o câmbio automático MCT com embreagem de partida úmida, que substitui o conversor de torque, que antes era reservado apenas para os modelos mais potentes. Mas a tração permanente nas quatro rodas, a 4Matic com diferencial central que distribui a potência na proporção 31:69 (a favor do eixo traseiro).

2023-Mercedes-AMG-C43
Divulgação/Mercedes-Benz

Outra novidade do AMG C43 é o esterçamento das rodas traseiras em até 2,5° quando em sentido oposto às rodas dianteiras e em 0,7° para acompanhar a mesma direção, o que acontece por padrão a partir dos 100 km/h (mas pode acontecer mais cedo, dependendo do modo de condução). Há cinco modos: Comfort, Sport, Sport+, Slippery rain e Individual.

O sedã esportivo ainda tem suspensão adaptativa e uma variedade de rodas com diâmetro entre 18 e 20 polegadas.

2023-Mercedes-AMG-C43
Divulgação/Mercedes-Benz

Apesar da perda de dois cilindros, o Mercedes-AMG C 43 está 60 kg mais pesado que seu antecessor: são 1.690 kg. No entanto, o tempo de aceleração foi reduzido em 0,1 s: o sedã faz esse cumpre o zero a 100 km/h em 4,6 s e a perua em 4,7 s. A velocidade máxima é de 250 km/h por padrão ou 265 km/h com o AMG Driver’s Package opcional.

2023-Mercedes-AMG-C43
Divulgação/Mercedes-Benz

No visual, as diferenças do Classe C AMG para o convencional fica por conta do kit de carroçaria AMG Line, com grade exclusiva com aletas verticais, um difusor largo no para-choque traseiro e quatro saídas de escape redondas. O sedã também tem um pequeno spoiler na tampa do porta-malas.

Compartilhe essa matéria via:
2023-Mercedes-AMG-C43
Divulgação/Mercedes-Benz

Na cabine há bancos esportivos, acabamento com cores contrastantes e volante com botões adicionais que controlam os modos de condução. Os grafismos do quadro de instrumentos virtual também foram alterados. 

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês