Clique e assine por apenas 8,90/mês

Novo JAC J5 tem sistema híbrido, visual italiano e dedo da Volkswagen

Primeiro modelo desenvolvido em parceria com marca alemã tem motor 1.5 turbo e central multimídia que parece emprestada dos Tesla

Por Gabriel Aguiar - 1 out 2019, 17h04
Visual foi desenvolvido por ex-designer da Alfa Romeo Divulgação/JAC

O JAC J5 já morreu no Brasil e, desde então, a marca até mudou completamente de rumos por aqui – e focará em elétricos. Só que o sedã ressurgiu na China (e está bem melhor).

Tudo bem que o modelo ficou maior que antes. Se a mira estava apontada para Honda Civic e Toyota Corolla, agora subiu um degrau: o entre-eixos tem excelentes 2,76 m.

Modelo foi mostrado no Salão de Chengdu, na China Divulgação/JAC

Por fora há influências de alguns lançamentos recentes – e até de concorrentes ­–, como a grade dianteira que remete aos Kia ou a coluna traseira semelhante à de alguns Nissan.

Na cabine, uma tela vertical sensível ao toque reúne informações da central multimídia e também os comandos do ar-condicionado. Há ainda quadro de instrumentos digital.

Continua após a publicidade
Pelo que indicam as fotos, o J5 terá revestimento macio no painel Divulgação/JAC

Em relação à construção, o J5 (chamado A5 por lá) recebeu suspensão traseira do tipo multilink, além de motor 1.5 turbo associado a um sistema híbrido parcial com 48 V.

Só que esse modelo representa bem mais que apenas refinamento e estilo. E olha que há assinatura do italiano Daniele Gaglione, ex-Alfa Romeo, no desenho da carroceria.

Central multimídia tem tela vertical que também reúne comandos de ventilação Divulgação/JAC

Esse é o primeiro produto desenvolvido desde que o fabricante chinês firmou parceria com a Volkswagen. Ou seja: os próximos produtos da JAC devem seguir esse caminho.

Procurado, o grupo SHC, responsável pela importação dos carros da marca chinesa no Brasil, informou que por enquanto não existe a intenção de o novo J5 desembarcar por aqui.

Publicidade