Clique e assine por apenas 8,90/mês

Mercedes descarta Classe X para o Brasil e, no lugar, teremos SUV elétrico

Marca chegou a cogitar importar a picape da Espanha; de hatches esportivos a utilitários de sete lugares, fabricante irá lançar no país mais de dez modelos

Por Nelson do Santos, de Las Vegas (Estados Unidos) - Atualizado em 31 jan 2020, 16h19 - Publicado em 8 jan 2020, 16h01
Apesar de testada no Brasil, a Classe X foi descartada do nosso mercado Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

Quem ainda tinha um fio de esperança de ver a Mercedes-Benz Classe X chegar ao Brasil para concorrer com as versões V6 de Volkswagen Amarok e Toyota Hilux pode desistir.

Depois de cancelar subitamente o acordo de produção da picape na Argentina, o fabricante afirmou durante a CES, em Las Vegas, nos EUA, que desistiu de vender o modelo no Brasil.

A notícia se dá por conta das especulações em torno de uma possível importação da picape, somente nas versões topo de linha, a partir da Espanha.

A opção pela venda somente da Classe X V6 seria uma alternativa para compensar a falta da isenção fiscal que a picape perdeu ao não ser mais feita no Mercosul.

Continua após a publicidade
AMG A 45 S ano-modelo 2020: de malas prontas para o Brasil Divulgação/Mercedes-Benz

Apesar da desistência, a empresa confirmou mais de uma dezena de modelos e versões que chegarão ao mercado brasileiro nos próximos meses.

Os primeiros a estrear serão os novos AMG A 45 S e CLA 45 S. Caberá à dupla estrear a nova versão do 2.0 turbo, que agora gera 421 cv e passou a ser o mais potente de sua categoria.

O segundo semestre concentrará o restante dos lançamentos da marca. A partir de julho irão chegar o GLB 35 AMG, o SUV elétrico EQC e a segunda geração do GLA.

SUV elétrico EQC está confirmado para o país em 2020 Divulgação/Mercedes-Benz

O SUV compacto, aliás, deixará de ser montado em Iracemápolis (SP) e voltará a ser importado. A nacionalização do modelo, porém, está em estudos pela marca.

Continua após a publicidade

Mais próximo do Salão do Automóvel de São Paulo, que acontecerá em novembro, virão os novos GLE, GLE Coupé e GLS.

Os utilitários esportivos grandes irão chegar tanto em suas versões convencionais (inclusive com opção turbodiesel) quanto nas esportivas 63 AMG.

Novos olhos

Geração atual do Classe S será aposentada em breve Divulgação/Quatro Rodas

O principal lançamento global da Mercedes para 2020 é a nova geração do Classe S, modelo mais caro e luxuoso da marca.

O sedã grande normalmente é a base de estreia com novas tecnologias e essa tendência irá continuar na geração prevista para ser revelada no Salão de Paris, na França.

Continua após a publicidade

Entre os destaques do modelo estão faróis com projeções individuais capazes de gerar uma luz mais definida e com múltipla variação.

A tecnologia já vinha sendo testada pela Mercedes, que inclusive chegou a oferecê-la pontualmente a alguns clientes do Classe S Maybach. O pioneirismo, porém, foi do Audi e-tron Sportback.

O novo Classe S já está confirmado para o Brasil, mas chegará ao mercado somente na segunda metade de 2021.

Publicidade