Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Lotus confirma o fim do Esprit

Empresa também continuará comprando motores da Toyota

Por Redação Atualizado em 9 nov 2016, 14h04 - Publicado em 27 set 2014, 13h37
fabricantes

Depois de anunciar um novo Lotus Esprit há quatro anos, a empresa britânica via seu CEO Jean-Marc Gales descartou a possibilidade de uma versão de produção. Tudo porque a empresa abandonou a estratégia de produto agressivo liderado por Dany Bahar.

Segundo o dirigente, a empresa não quer focar no passado, mas há algumas tecnologias e relações com fornecedores que a empresa pode manter a partir dos projetos feito por Bahar. Gales também afirmou que a empresa não fará e nem desenvolverá seus próprios motores. Em vez disso, a Lotus continuará comprando propulsores da Toyota, por um motivo: “é confiável, bom e podemos acreditar neles”, disse o CEO.

A Lotus irá focar em curto prazo nos modelos Elise, Exige e Evora, mas não foi dados mais detalhes sobre melhorias. Jean-Marc Gales disse que um crossover poderia ser introduzido entre três e quatro anos e poderá eventualmente ser seguido de um sedan.

Continua após a publicidade

Publicidade