Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Jeep Commander diesel poderá usar sistema híbrido para atingir 200 cv

Segundo relatos, novo SUV utilizaria motor elétrico para auxiliar operação do 2.0 diesel e, desta forma, atingir melhor desempenho

Por Eduardo Passos Atualizado em 30 jun 2021, 11h03 - Publicado em 30 jun 2021, 10h52
Jeep Commander_Frente-azul_1
Projeção do novo Jeep Commander feita por QUATRO RODAS PROJEÇÕES RENATO ASPROMONTE/Quatro Rodas

Prestes a ser lançado no Brasil, o novo Jeep Commander também atenderá o mercado indiano, e é de lá que surgem novidades acerca de sua aguardada versão diesel.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Segundo fontes do site Autocar India, o SUV de sete lugares utilizará um sistema híbrido para atingir os esperados 200 cv em sua versão diesel, cujo torque é esperado na casa dos 40 kgfm.

A ideia seria utilizar um sistema mild-hybrid de 48V, carregado pelo motor 2.0 ou pela recuperação de energia cinética. Do tipo BSG, o motor elétrico usaria uma correia dentada tanto para dar partida no motor como para auxiliar o movimento do virabrequim, diminuindo a resistência mecânica e aumentando a eficiência do sistema.

Motor 2.0 turbodiesel tem 170 cv e 35,7 mkgf de torque máximo
Motor 2.0 turbodiesel tem 170 cv e 35,7 mkgf de torque máximo em sua versão convencional Christian Castanho/Quatro Rodas

Como não há conexão entre unidade elétrica e transmissão, o Commander MHEV não exigiria grandes modificações no MultiJet 2.0, amplamente utilizado pela Stellantis ao redor do mundo.

Continua após a publicidade
  • De acordo com o noticiário indiano, o SUV híbrido seria lançado em meados de 2022. A possibilidade também se repete no Brasil, que receberia, inicialmente, o Commander com novo motor 1.3 turbo, também usado no Compass e na Fiat Toro.

    A primeira vista, não diferenças notáveis em relação ao Compass
    Primeira fileira do Jeep Commander será praticamente igual à do Compass Thiago Arouche/Divulgação

    Novos detalhes também dizem respeito ao interior do veículo, que traria duas configurações de assentos. Uma delas é a tradicional sete-lugares, com arranjo 2-3-2. Outra, mais refinada, seria 2-2-2, com espaçosas cadeiras do tipo capitão na fileira intermediária.

    A versão de topo também receberá o mesmo painel do novo Compass, com cluster de 10,25’’ e central multimídia de 10,1’’, e seu preço deverá se posicionar em algo entre R$ 250.000 e R$ 300.000.

    Jeep Commander
    Commander
    é baseado no Compass, com entre-eixos e balanço traseiro aumentados Renato Aspromonte/Quatro Rodas

    Novidades são aguardadas para o dia 8 de julho, quando a Stellantis realizará evento global de anúncio de seus planos de eletrificação. A companhia já garantiu que, a partir de agora, apenas picapes e SUVs fullsize terão opção de plataformas não-híbridas, extintas a partir de 2023.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Capa de QUATRO RODAS 746
    A edição 746 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade