Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Jeep Compass híbrido faz quase 50 km/l e estreia no Brasil ainda em 2021

Além dos benefícios de sempre da hibridização, sistema permite tração integral sem necessidade de eixo cardan

Por Eduardo Passos Atualizado em 30 jul 2021, 22h05 - Publicado em 31 jul 2021, 02h00
Compass híbrido
Compass deverá ser o primeiro híbrido da marca Jeep no Brasil Divulgação/Jeep

O Renegade híbrido chegaria ao Brasil até o fim do ano, mas, preterido pela fábrica, o SUV compacto cedeu lugar ao médio Compass como híbrido pioneiro da Jeep no mercado nacional. Isso porque o Compass chegará em breve com versão híbrida plug-in (PHEV), com motor 1.3 turbo aliado ao sistema P1P4, derivado do usado na minivan Chrysler Pacifica.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Eficiente, o arranjo permite tração integral sem necessidade de cardã, já que o motor tradicional cuida do eixo dianteiro e o elétrico movimenta as rodas de trás. Assim, mesmo com motor extra e baterias com (medianos) 11,4 kWh de capacidade, o peso total do SUV chega a aproximadamente 1.800 kg. Ele roda até 52 km sem gastar gasolina.

  • Versão híbrida tem tração integral
    Divulgação/Jeep
    seletores dos modos de funcionamento do sistema híbrido
    Seletores dos modos de funcionamento do sistema híbrido Divulgação/Jeep

    Relatos dão conta de potência combinada na casa dos 250 cv e duas unidades vindas da Itália – onde o P1P4 foi elaborado – já estão no Brasil, possivelmente para adaptação ao 1.3 flex nacional.

    Por lá, o 1.3 turbo oferece 180 cv de potência, com 27.5 kgfm (270 Nm) de torque. Combinado com a eletricidade, o conjunto atinge satisfatórios 240 cv, que levam o Compass à máxima de 200 km/h, indo de zero a 100 km/h em 7.5 segundos. O consumo homologado por lá é de 47,6 km/l.

  •  

    O Commander também pode receber o sistema, mas apenas no modelo flex. A versão diesel do sete-lugares, afirma a mídia indiana, contará com hibridização leve via sistema de 48V, responsável por facilitar o funcionamento do virabrequim ao movimentar uma correia dentada.

    Com funcionamento melhorado, o MultiJet 2.0 cumpriria a expectativa dos 200 cv e 40 kgfm, também se adequando às leis ambientais cada vez mais rígidas. Esse modelo deverá ser lançado apenas no meio de 2022 e, mais luxuoso, oferecerá configuração 2-3-2 ou 2-2-2, com cadeiras individuais do tipo capitão na fileira intermediária.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Continua após a publicidade
    Publicidade