Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Honda BR-V vira SUV de sete lugares e tem design definido pelo público

A montadora faz mistério e, até o momento, o novo utilitário segue como exclusivo para o país asiático

Por João Vitor Ferreira Atualizado em 21 set 2021, 21h58 - Publicado em 21 set 2021, 18h51
Honda BR-V lançado na Indonésia frente
Divulgação/Honda

Surfando na onda dos SUVs, a Honda apresentou, na Indonésia, seu novo carro para sete passageiros. O BR-V de segunda geração assumiu uma nova identidade, mas ainda guarda algumas características do seu passado como minivan.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

O novo Honda BR-V também usará a mesma plataforma da nova geração do City e mantém boa parte do visual apresentado no protótipo N7X. O público teve influência direta na escolha do design. Segundo a montadora, diversos testes de opinião foram feitos na Indonésia e o conceito recebeu muitos feedbacks positivos.

A dianteira é praticamente idêntica ao N7X, principalmente pela grade larga e o formato dos faróis de LED. A principal diferença está nos faróis de neblina, que adotaram um formato redondo e mais simples no BR-V, ao contrário das linhas finas de LED apresentadas no protótipo.

Honda BR-V lançado na Indonésia traseira
Dos 255.000 BR-Vs vendidos até hoje no mundo, 30% foram só na Indonésia, país com maior representação no montante Divulgação/Honda

Na parte de trás, o porta-malas, praticamente reto, é a principal característica da época em que o utilitário era uma minivan. As lanternas traseiras também são de led e adotam o mesmo formato do N7X, com uma linha interna muito semelhante ao do Honda City.

Continua após a publicidade
  • O interior não recebeu tanto destaque e pouco foi divulgado. O que vimos e sabemos, é que ele poderá ter acabamento em couro preto, detalhes cromados no painel e portas, multimídia de 7’’ e quadro de instrumentos com ponteiros analógicos e uma pequena tela para o computador de bordo digital. A Honda também enfatizou o maior número de porta-copos, entradas USB e descansos de braço, em relação à primeira geração.

    O motor 1.0 turbo do Honda City, aparentemente, está fora dos projetos. Logo, o motor que equipa o BR-V 2022 é o 1.5 i-VTEC aspirado de 121 cv a 6.600 rpm e 14,8 kgfm a 4.300 rpm, com a opção de câmbio automático CVT ou manual de cinco marchas e tração traseira.

    Interior Honda BR-V
    A Honda ainda não mostrou como serão as fileiras dos passageiros e focou a apresentação na cabine do motorista Divulgação/Honda

    Sem divulgar as dimensões oficiais do veículo, vamos direto aos equipamentos do novo BR-V, parte que a Honda fez questão de enfatizar. Entre os destaques, estão o controle de cruzeiro adaptativo, farol alto automático, assistente de permanência em faixa, controle automático de tração e estabilidade, travamento automático de portas, frenagem automática de emergência, partida do motor e acionamento do ar-condicionado remotos e espelho retrovisor com dobramento automático.

    Outro destaque é o sistema LaneWatch. Uma câmera instalada no retrovisor do lado do motorista (direito na Indonésia e esquerdo para nós brasileiros) transmite a imagem dos ângulos mortos na tela de multimídia, oferecendo mais segurança no trânsito.

    Honda BR-V traseira
    Divulgação/Honda

    Com boas vendas na Indonésia, ainda não se sabe se o BR-V aparecerá em outros mercados. Inclusive, a Hodna não comentou nada sobre outros países asiáticos, como Índia e Malásia, onde a primeira geração é vendida. Logo, é pouco provável que ele rivalize com outros SUVs de sete lugares aqui no Brasil.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Capa 749
    Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade