Clique e assine por apenas 8,90/mês

Grupo fruto da fusão de Fiat e Peugeot já tem nome: Stellantis

Segundo marcas nomenclatura significa "iluminar com estrelas"; união formará o quarto maior grupo automotivo do mundo

Por Daniel Telles - 15 jul 2020, 16h45
Novo grupo se chamará Stellantis Arte/Quatro Rodas

Anunciada em outubro do ano passado a fusão entre FCA, grupo controlador de Fiat, Jeep e Dodge, e PSA, de Peugeot e Citroën, recebeu um nome: Stellantis.

No comunicado que anunciou o batismo, as marcas explicaram que a nomenclatura tem origem latina e significa algo como “iluminar com estrelas”.

As empresas ainda explicaram que este nome será usado exclusivamente para se referir ao grupo. Portanto, os nomes e logotipos das marcas que formam o conglomerado seguem inalterados.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Continua após a publicidade

FCA e PSA somam aproximadamente 7,907 milhões de carros vendidos anualmente e tem um faturamento de R$ 1 trilhão.

Com a finalização do processo de fusão, espera-se que o Stellantis nasça como o quarto maior fabricante de carros do mundo. O grupo passaria marcas como GM e Ford e ficaria atrás apenas de Volkswagen, Toyota e da aliança Nissan-Renault-Mitsubishi.

A nova gigante do mercado automotivo será comandada por uma empresa sediada na Holanda e terá Conselho de Administração formado por 11 membros: 5 deles indicados pela PSA e outros 5 pela FCA. O último membro será o português Carlos Tavares, chefe da PSA, que também foi eleito CEO da nova companhia pelos próximos 5 anos.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de quatro rodas? clique aqui e tenha o acesso digital.

Fernando Pires/Quatro Rodas
Publicidade