Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Ford F-150 elétrica básica tem visual simples por equivalente a R$ 213.000

Versão Lightning Pro é voltada para uso comercial e pode rebocar mais de 4,5 toneladas, mas nem por isso deixa de ser tecnológica

Por Guilherme Fontana 25 Maio 2021, 15h36
Ford F-150 Lightning Pro
Divulgação/Ford

A Ford quer provar com a F-150 Lightning que a eletrificação não precisa se limitar aos carros de passeio e apresentou uma configuração voltada ao trabalho da picape elétrica, batizada de Lightning Pro.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Para assumir a proposta comercial e chegar por preços menores, o modelo precisou passar por algumas simplificações. Mesmo assim, ela parte de 40.000 dólares e pode chegar aos 50.000 dólares.

Ford F-150 Lightning Pro
Divulgação/Ford

 

 

A aparência é o que mais muda na F-150 Lightning Pro em comparação com as versões mais caras e destinadas a passeio. Na dianteira, o para-choque passa a ser todo em plástico preto, sem pintura, mesmo aspecto da grade superior, que perde a textura em formato de triângulos. Outra baixa está na barra de LED que une os faróis, no topo da grade. Por falar nos faróis, eles seguem iluminados por LEDs, como nas demais versões.

Na traseira o para-choque também deixa de ser pintado na cor do carro e, assim como os faróis, as lanternas permanecem intactas – ao menos nas peças que não estão na tampa traseira. A Ford não divulgou imagens da picape com a tampa fechada para sabermos se a peça foi simplificada. De lado, retrovisores e maçanetas passam a ser em plástico sem pintura, e as rodas são menores e com desenho mais despojado.

Continua após a publicidade

F-150 Lightning Pro
Divulgação/Ford

Alguns itens ficam pelo caminho, mas isso não quer dizer que o modelo comercial seja depenado. De série, há quadro de instrumentos digital, central multimídia com Android Auto, Apple Carplay e tela de 12 polegadas horizontal (enquanto as versões mais caras têm uma enorme tela vertical) e internet 4G embarcada. O acabamento da cabine é claramente mais simples.

Motores e capacidade de carga

Na configuração mais “barata”, de 39.974 dólares, a picape é equipada com um motor elétrico de 432 cv e 107,2 kgfm, autonomia de até 370 km no ciclo americano EPA e pode levar até 907 kg de carga e 2,2 toneladas de reboque. Com um opcional chamado de Max Trailer Tow, é possível levar até 3,5 toneladas de reboque.

A versão mais cara (de 49.974), por sua vez, chega a 570 cv, os mesmos 107,2 kgfm e 483 km de autonomia. Com o mesmo opcional para aumentar a capacidade de reboque, a configuração pode levar mais de 4,5 toneladas.

Ford F-150 Lightning Pro
Divulgação/Ford

Para recarregar a bateria, o tempo varia entre 44 minutos e 14 horas para a versão menos potente, e 41 minutos e 19 horas na mais potente, de acordo com o tipo de estação de recarga utilizada.

Vale destacar que, além da caçamba, a F-150 elétrica também pode levar carga no compartimento que abrigaria o motor na versão a combustão. Debaixo do capô, é possível levar mais 180 kg de carga. No mesmo espaço há quatro tomadas de 120 volts (que permitem ligar equipamentos e ferramentas de trabalho, por exemplo) e duas portas USB.

De acordo com a Ford, a F-150 Lightning Pro passa pelos mesmos testes de durabilidade enfrentados pelos caminhões da série F, com milhões de quilômetros rodados para assegurarem a segurança e durabilidade da bateria do modelo elétrico.

Ford F-150 Lightning Pro
Divulgação/Ford

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa Maio 2021

Continua após a publicidade

Publicidade