Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Ford é investigada nos EUA por problema na bomba de óleo do EcoSport

Desgaste da correia que aciona a bomba de óleo seria o motivo. Mais de 200.000 unidades do Ford Ecosport podem estar sendo afetadas

Por Lucas Parente
27 set 2023, 19h32

Falhas mecânicas são praticamente inevitáveis em veículos de larga produção, variando apenas na frequência em que elas ocorrem. No caso do Ford EcoSport, elas não parecem poucas, tanto que o governo dos Estados Unidos abriu uma investigação preliminar para averiguar um potencial problema com a bomba de óleo de 241.000 unidades do SUV fabricados entre 2018 e 2021.

 

 

 

A versão em questão é o EcoSport com motor 1.0 turbo de três cilindros, comercializado e produzido no mercado americano. A avaliação foi iniciada após o Escritório de Investigações de Defeitos (ODI) da NHTSA ter recebido 95 reclamações de consumidores nos EUA alegando falhas no motor devido a um problema decorrente da bomba de óleo do veículo.

Continua após a publicidade
Ford EcoSport
(Divulgação/Ford)

Consumidores também afirmam que o SUV apresenta uma consistente perda de potência e uma insistente luz acesa no painel advertindo o baixo nível de óleo antes do carro morrer. Em alguns casos, o veículo chega a perder força completamente ainda em movimento.

Entre as reclamações, um consumidor de San Antonio, no Texas, deu uma pequena visão da sua experiência: “Entrei no carro para sair do trabalho e depois de dirigir por 5 minutos ele parou e mostrou as luzes de óleo e verificação do motor”, escreveu. “O revendedor afirmou que o motor precisa ser substituído devido a uma falha na bomba de óleo que causou falha nos rolamentos.”

Apesar da investigação ter sido iniciada há pouco tempo, este problema não é novo. A Ford já emitiu um comunicado de serviço especial para modelos 2018 e 2019 do EcoSport em relação à perda de pressão do óleo. Outros modelos que também utilizam o mesmo motor também já receberam este chamado, como o Ford Focus em 2021. 

Ford EcoSport Run Flat
(Divulgação/Ford)

Mas, o que exatamente está acontecendo com o carro? Diversos mecânicos experientes que já montaram e desmontaram o carro afirmam que as falhas na bomba de óleo são decorrentes da correia que a Ford usa para acionar a bomba de óleo do EcoBoost 1.0.

Basicamente, o tensor da correia da bomba de óleo costuma ser o ponto de falha. Quando isto ocorre, o material desgastado dos dentes da correia passa a entrar no cárter. Após isso, as partículas invadem o coletor de óleo e induzem a falhas, podendo aparecer lascas de metais e perda contínua da pressão.

“Como técnico da Ford há pouco mais de dois anos, esta é a sexta vez que vejo isso acontecer pessoalmente, sem incluir o resto da minha loja”, disse um comentarista do YouTube . “O que ouvimos é que ou o próprio tensor falha e não há mais pressão de óleo, ou a correia dentada perde todos os dentes e fica lisa e, claro, sem pressão de óleo. A maioria dos carros continuará dirigindo como isso até que apareça o aviso de ‘Baixa Pressão do Óleo'”.

ecosport
(Divulgação/Ford)

Ainda não se sabe a necessidade de um recall. Caso ele venha a acontecer, entretanto, a Ford terá que recolher 241.014 unidades do EcoSport

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.