Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Fiat Toro chega à Colômbia com “pedigree” Ram e velho motor 1.8

Versão latina da Toro, Ram 1000 mescla versões da picape brasileira e reduz oferta de motores e acessórios

Por Eduardo Passos 8 set 2021, 12h25
Nova Ram 1000 Big Horn 2022, apresentada na Colômbia
Nova Ram 1000 Big Horn 2022, apresentada na Colômbia Reprodução/Ram

Lançada há alguns meses no Brasil, a nova Fiat Toro guardou surpresas para alguns mercados latino-americanos, onde é vendida como Ram 1000. Tais novidades foram reveladas nesta quarta-feira (8), com a apresentação da picape ao público colombiano.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Externamente não há mudanças significantes, à exceção do emblema da Ram, cujo carneiro se destaca e dá pedigree à picape fabricada em Pernambuco (ao contrário da americana 1500). Em sua versão única Bighorn, a Ram 100 aproveita o visual da Toro Ranch (R$ 193.990), segunda versão mais cara da picape no Brasil. O que faz total sentido pela maior agressividade da enorme grade frontal – inspirada, justamente, nos modelos maiores da marca.

Internamente há a mesma mudança de emblemas no volante e uso da central multimídia de 8,4’’, ao contrário do display vertical de 10,1’’ utilizado nas Toro mais caras.

Pré-venda colombiana será limitada a 20 unidades da picape
Pré-venda colombiana será limitada a 20 unidades da picape Reprodução/Ram
Continua após a publicidade

A maior diferença está na motorização, já que a Ram seguirá com o velho 1.8 E.torQ, adiando mais uma vez sua aposentadoria. No mercado brasileiro, esse motor ficou restrito à Toro Endurance, básica, enquanto o resto da gama flex já conta com o moderno 1.3 turbo de 185 cv. 

À exceção do volante, interior é basicamente idêntico ao da Toro brasileira
À exceção do volante, interior é basicamente idêntico ao da Toro brasileira Reprodução/Ram

Não há justificativa para essa indisponibilidade na Ram 1000 mas, dada a gravíssima crise de suprimentos, o fato do 1.3 também ser usado por Compass, Commander e os futuros Renegade e SUV cupê da Fiat se sai como um motivo plausível. 

Mudança de emblemas concentra mudanças da versão Ram da picape
Mudança de emblemas concentra mudanças da versão Ram da picape Reprodução/Ram

Não haverá versões a diesel e, portanto, a Ram 1000 Big Horn é exclusivamente 4×2. A transmissão também não pode ser trocada, com câmbio automático de seis velocidades de série. Como vem ocorrendo com a Jeep do Brasil, por exemplo, a Ram colombiana realizará uma pré-venda limitada a 20 unidades da caminhonete intermediária. Cada uma sai pelo equivalente a R$ 147.000.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Quatro Rodas

Capa quatro rodas 748 agosto 2021
Capa quatro rodas 748 agosto 2021 A edição 748 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
Clique e Assine
Continua após a publicidade

Publicidade