Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Ram 3500 Dually tem porte de caminhão e chega ao Brasil ainda em 2021

Picape deve chegar às concessionárias até novembro. Ela será a maior da linha RAM com maior capacidade de carga e também com o motor mais potente

Por Isadora Carvalho Atualizado em 11 ago 2021, 15h39 - Publicado em 11 ago 2021, 13h42
2019 Ram 3500 Heavy Duty Limited Crew Cab Dually
Ram 3500 Limited Dually Divulgação/Ram

Em apresentação virtual na manhã desta quarta-feira (11/08) a Ram confirmou o lançamento de um novo modelo até o final de 2021. “Essa nova picape trará maior capacidade de carga e reboque, mais torque e potência e vai dar show em acabamento e tecnologia”, afirmou o diretor da marca, Breno Kamei, durante a apresentação.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Apenas um teaser da novidade foi divulgado pela fabricante. Contudo, pelas afirmações e pelas características da carroceria, dos faróis em led e das luzes no teto é possível afirmar que tratar-se da Ram 3500 Dually, a maior picape da linha e que tem até mesmo rodado duplo na traseira para suportar mais peso.

teaser 3500

Segundo Kamei o novo produto será revolucionário em nosso mercado. Bem, o que dá para afirmar é que será a maior picape à venda no Brasil. Além do porte avantajado, é capaz de rebocar até 15.921 kg, o que permite transportar grandes trailers e até mesmo maquinário pesado em reboque com quinta roda.

Ram 3500 Limited Dually
Divulgação/Ram

Seu motor é o seis cilindros Cummins 6.7 turbodiesel já conhecido da Ram 2500, mas em versão ainda mais potente. São 138,2 kgfm de torque contra 110,4 kgfm da versão menor. A potência passa dos 375 cv para 405 cv, sem abandonar o câmbio automático de oito marchas e a tração nas quatro rodas.

Ram 3500 Limited Dually
Divulgação/Ram

Não custa lembrar que esse motor Cummins 6.7 foi usado pelos caminhões Ford Cargo. E não é sem motivo: o comprimento varia entre 6 e 6,60 m, dependendo do comprimento da caçamba e a largura, com retrovisores, é de 2,68 m, sendo maior que um caminhão de pequeno porte como o VW Delivery.

A Ram não deu mais nenhum detalhe sobre o novo modelo, tampouco informou se a nova picape terá mais de uma versão. No mercado americano a Ram 3500 com cabine dupla é vendida nas versões LongHorn, Limited e Laramie. No teaser, a picape exibe a grade da LongHorn.

Continua após a publicidade

RAM Heavy Duty
Painel teve o desenho atualizado e recebeu novos materiais Divulgação/Ram

De série as picapes são equipadas com assistente de saída de faixa, piloto automático adaptativo, alerta de colisão, monitoramento de ponto cego, assistente de estacionamento além de frenagem autônoma de emergência. Além disso, tem espelho retrovisor digital capaz de mostrar imagens da câmera de ré e outras funções. O sistema de som é Harman Kardon com 17 alto-falantes e 900 watts de potência.

Os preços no mercado americano começam em 36.880 dólares para a versão RAM 3500 Tradesman cabine simples e vão até 64.395 dólares para a topo de linha, RAM 3500 Limited Crew Cab.

Ram nunca vendeu tanto no Brasil

Ram 3500 Limited Dually
Divulgação/Ram

Por aqui o preço deve ser elevado, afinal a 2500 Laramie sai por R$ 441.796 e a 3500 será ainda mais cara. Mas, ao que tudo indica, preço alto não será um problema.

Mesmo custando quase meio milhão de reais a Ram 2500 faz sucesso e já dobrou as vendas de 2020: foram emplacadas 1.650 unidades até julho deste ano.

A expectativa dos executivos da empresa é grande e o Brasil já representa um dos principais mercados da RAM no mundo. Isso explica o lançamento de um produto tão importante e emblemático quanto a 3500 por aqui.

A Ram 3500 está prevista para chegar às lojas em novembro, quando a rede de concessionárias Ram começará a adotar nova identidade visual. Atualmente são 52 lojas e até o final do ano serão 56 pontos espalhados pelo Brasil. Para os próximos anos, ainda está previsto o lançamento da Ram 1500 híbrida.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

Edição de julho

Continua após a publicidade

Publicidade