Exclusivo: Hyundai prepara versões elétricas para Creta e Elantra

Novas motorizações vão estrear na próxima geração da dupla

O novo Elantra ainda não começou a ser vendido no Brasil

O novo Elantra ainda não começou a ser vendido no Brasil (Divulgação/Hyundai)

A eletrificação dos modelos da Hyundai vai continuar crescendo nos próximos anos, e dois modelos conhecidos pelos brasileiros estão entre os que vão ganhar novas formas de propulsão.

Fontes ao qual QUATRO RODAS teve acesso revelam que Elantra e Creta vão estrear motores elétricos em suas novas gerações.

A versão reestilizada do sedã médio, que foi mostrada no último Salão do Automóvel de São Paulo, incluirá na gama a inédita configuração PHEV, sigla em inglês para carros híbridos plug-in.

O Ioniq é vendido nas versões elétrica e plug-in hybrid

O Ioniq é vendido nas versões elétrica e plug-in hybrid (Divulgação/Hyundai)

A grande vantagem dessa configuração é que, além de oferecer a eficiência energética típica do segmento, ainda pode entregar uma autonomia exclusivamente elétrica mais ampla.

A bateria de tração dos plug-in é maior, e permite deslocamentos sem o gasto de gasolina em circuitos urbanos de baixa quilometragem.

A chegada de um Elantra PHEV, aliás, não é surpresa. Ford Fusion Energi, Honda Insight e Toyota Prius Prime estão entre seus rivais diretos que dispõe do mesmo recurso. O sedã chega ao mercado global no meio de 2020.

Creta energizado

O Kona foi o primeiro SUV elétrico da Hyundai

O Kona foi o primeiro SUV elétrico da Hyundai (Divulgação/Hyundai)

Para seu SUV compacto a Hyundai irá pular a fase da hibridização e vai direto para a mobilidade elétrica.

O Creta, chamado de outros mercados de ix25, irá estrear uma versão movida somente por eletricidade ainda em 2020.

Inicialmente o modelo será voltado a nichos específicos, como a China. O país asiático está passando por um boom de veículos elétricos, favorecidos pela legislação local e padronização governamental.

A versão chinesa atualizada do Creta dá uma ideia do visual que o modelo ganhará em outros mercados

A versão chinesa atualizada do Creta dá uma ideia do visual que o modelo ganhará em outros mercados (Rodrigo Ribeiro/Quatro Rodas)

O Creta elétrico, inclusive, deve adotar o polêmico visual da última reformulação do SUV, apresentada no Salão de Xangai.

Números de desempenho e autonomia ainda são um mistério, mas espere um alcance acima dos 300 km, marca superada pela maioria dos elétricos produzidos por fabricantes tradicionais.

No Brasil a chegada do novo Creta é garantida e acontecerá entre 2021 e 2022. O modelo irá passar por uma mudança completa no visual, mas manterá a plataforma e arquitetura atual, tal qual foi feito com o HB20.

A curto prazo as chances da versão elétrica do SUV ser produzida ou ser importada para o Brasil são remotas, mas novos estímulos fiscais podem mudar esse cenário.

Vale reforçar que a Nissan já confirmou a produção local do Kicks e-Power, um híbrido-série que seria capaz de superar os 30 km/l de consumo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s