Conheça a marca chinesa que quer ser pioneira em vender carros nos EUA

GAC Motor tem até conceito autônomo em estande no Salão de Detroit, mas vai lançar um SUV nada futurista no mercado americano em 2020

GAC Motor promete lançar SUV GS8 em junho de 2020 nos EUA

GAC Motor promete lançar SUV GS8 em junho de 2020 nos EUA (Leonardo Felix/Quatro Rodas)

Esta não é a primeira vez que a GAC Motor dá as caras no Salão de Detroit. Em 2013, 15, 17 e também no ano passado a empresa automotiva chinesa sediada na metrópole de Guangzhou já havia dado as caras na mostra da “cidade dos carros”.

A diferença é que agora a fabricante estabeleceu um prazo para ingressar no mercado americano: junho de 2020. Caso o plano se concretize, ela será a primeira marca chinesa a operar oficialmente na terra de tio Sam.

O estande da GAC no Salão de Detroit 2019

O estande da GAC no Salão de Detroit 2019 (Leonardo Felix/Quatro Rodas)

Lembrando que aqui estamos falando de marcas chinesas. Quando se trata de modelos, o país da América do Norte já oferece a seus consumidores opções “Made in China” por marcas mais tradicionais, americanas ou não: Buick Envision e Volvo S90 e XC60 são exemplos.

Voltando à GAC: será este pioneirismo um sinal de que os chineses estão prontos para invadir os mercados automotivos mais desenvolvidos ou a fabricante, fundada em 2007, quer dar um passo maior do que as pernas? É o que QUATRO RODAS tentou investigar.

O conceito de minivan autônoma Entranze

O conceito de minivan autônoma Entranze (Leonardo Felix/Quatro Rodas)

Em primeiro lugar, fica perceptível o esforço da fabricante em impressionar o público local. O estande, por exemplo, está localizado numa área nobre do pavilhão do Cobo Center, local onde a mostra é realizada.

Quem atendeu nossa reportagem não foi nenhum executivo chinês, mas sim a americaníssima Colleen M. Robar, responsável pelas relações públicas da marca nos EUA.

Entranze Concept foi criado num estúdio de design de Los Angeles

Entranze Concept foi criado num estúdio de design de Los Angeles (Leonardo Felix/Quatro Rodas)

“Nossa sede ficará em Los Angeles”, enfatizou a representante, que chegou a atuar na comunicação internacional da General Motors durante alguns anos, incluindo uma breve passagem, vejam só, pelo Brasil.

Em destaque numa esteira giratória do espaço aparece o chamativo conceito Entranze, desenvolvido por um centro de design também de Los Angeles e que sugere uma minivan autônoma, capaz de ser conduzida até por controle remoto. É futurismo para americano nenhum colocar defeito.

Segundo a GAC, Entranze Concept pode ser conduzido até por controle remoto

Segundo a GAC, Entranze Concept pode ser conduzido até por controle remoto (Leonardo Felix/Quatro Rodas)

Enfileirados ao longo da borda do estande estão os carros que efetivamente a GAC tem para oferecer neste momento, muito mais “pés no chão”. Aqui temos uma seleção de SUVs, sedãs e minivans cujos nomes, sempre formados por três caracteres – um G, uma segunda letra qualquer e um número, que designa o porte do modelo -, são capazes de dar um nó na cabeça de qualquer um.

GS3 (SUV compacto), GE3 (sua derivação elétrica), GA4 (sedã médio), GS4 (SUV compacto-médio), GS5 (SUV médio-grande), GM6 (minivan de sete passageiros), GS7 (SUV grande de cinco lugares), GM8 (van de luxo para sete) e GS8 (“suvão” de sete lugares) são os produtos ali expostos.

GS8: SUV é quadradão e tem frente que lembra um Cadillac

GS8: SUV é quadradão e tem frente que lembra um Cadillac (Leonardo Felix/Quatro Rodas)

O GS8 foi o escolhido para início das operações, em junho de 2020, e é o único da lista com venda confirmada nos EUA. Seu estilo quadradão lembra um Cadillac na dianteira e um Land Rover do começo dos anos 2010 na traseira.

Porte – 4,81 metros de comprimento, 1,91 m de largura, 1,77 m de altura e 2,80 m de entre-eixos – fica entre um VW Tiguan Allspace e um Chevrolet Blazer.

Painel do GS8 possui topo macio ao toque e faixa central simulando madeira. No console, um exagerado sem-número de botões

Painel do GS8 possui topo macio ao toque e faixa central simulando madeira. No console, um exagerado sem-número de botões (Leonardo Felix/Quatro Rodas)

Não há nada de especial que o GS8 tenha e outros SUVs vendidos nos EUA não. Mas às primeiras sensações ele parece um produto honesto: espaço interno é generoso nas duas primeiras fileiras e tanto o toque do acabamento quanto o conforto dos bancos agradam.

Traz faróis e lanternas em leds, rodas aro 19, computador de bordo em ampla tela digirtal, ar-condicionado de três zonas, diferentes modos de condução e alguma de conectividade. O motor, um quatro cilindros 2.0 turbo, rende 200 cv e é gerenciado por câmbio automatizado de dupla embreagem com seis marchas.

Vai dar certo? Ainda é cedo para dizer, mas a GAC ao menos merece os créditos pela ousadia. Se tiver sucesso com o GS8, a empresa não quer demorar muito para lançar outros modelos nos EUA. Portanto, pode ir se acostumando: reclamar que marca chinesa só consegue se estabelecer em mercados emergentes, como o Brasil, em breve pode virar coisa do passado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s