Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Conceito elétrico antecipa o design da nova geração do Volvo XC90

A novidade segue o objetivo da empresa de interromper a produção de carros a combustão e híbridos para contar com uma frota 100% elétrica

Por Pedro Henrique Oliveira 1 jul 2021, 20h51
Conceito do Volvo Recharge azul claro visto 3/4 de frente
Ainda que seja apenas um conceito, o Recharge deve pautar as mudanças do reestilizado XC90 Divulgação/Volvo

Ainda em março deste ano, a Volvo, assim como a Audi, anunciou que todo o seu catálogo será composto por veículos 100% elétricos dentro de alguns anos. A decisão da empresa com sede na Suécia é de retirar todos os modelos a combustão e híbridos do mercado até 2030. Focada nesse objetivo, a Volvo divulgou o conceito Recharge, que antecipa a próxima geração do XC90. 

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

O visual do conceito é mais radical quando comparado aos atuais XC60 e XC90. Com uma forte influência futurista, a novidade parece querer remover elementos do design que serão supérfluos no futuro. 

As mudanças começam já no visual dianteiro, com a ausência da clássica grade. Mas o local dela ainda exibe o logotipo da marca (agora iluminado) em uma barra diagonal. 

Conceito do Volvo Recharge azul claro visto de frente
Os faróis receberam um visual semelhante ao martelo de Thor, deus do trovão na mitologia nórdica Divulgação/Volvo

Os entusiastas da mitologia nórdica ou fãs dos heróis da Marvel irão perceber que os desenhos dos faróis são uma reinterpretação do martelo do deus do trovão, Thor, presente em todos os carros da marca atualmente. O conjunto ganhou uma animação no momento em que o motorista liga os faróis. 

Conceito do Volvo Recharge azul claro visto de lado
As portas se abrem ao contrário, ao estilo dos modelos Rolls-Royce Divulgação/Volvo

O pilar A recebeu uma maior angulação e, logo acima, há um teto panorâmico de vidro. O ressalto no meio abriga os sensores LiDAR, que usam lasers para mapear o que há ao redor e viabilizar as tecnologias de condução autônoma que a Volvo terá futuramente. 

Continua após a publicidade
  • O protótipo representa as outras colunas como linhas bem finas, para um visual mais moderno e com melhor estética. Mas não seria possível reproduzir isso em uma versão de produção. Ainda nas laterais, as portas se abrem ao contrário, semelhante ao estilo característico dos Rolls-Royce. 

    Na traseira, as lanternas têm design semelhante às utilizadas no atual XC90, porém se tornaram bem mais finas. Além disso, elas começam no meio da traseira, vão à lateral do modelo e seguem até o topo onde está um aerofólio pequeno. O para-choque traseiro segue o conceito minimalista e não apresenta detalhes exóticos. 

    Conceito do Volvo Recharge azul claro visto de trás
    A empresa não divulgou detalhes sobre as motorizações, mas o objetivo da Volvo é ter apenas veículos 100% elétricos a partir de 2030 Divulgação/Volvo

    O interior concorda com a mesma pegada futurista e minimalista que a empresa buscou para o conceito. De acordo com o chefe de design, Robin Paige, ele “integra tecnologias de última geração com materiais lindos, naturais e sustentáveis”, explicou.

    Conceito interno do Volvo Recharge visto de lado
    O visual interno segue a ideia futurista, mas ainda minimalista que empresa pensou para o novo conceito Divulgação/Volvo

    Em relação ao que foi visto, o conceito conta com uma central multimídia de 15 polegadas no centro do painel e um quadro de instrumentos totalmente digital montado atrás do volante. Há quatro assentos individuais separados por consoles centrais. Na fileira da frente, há um espaço de armazenamento que lembra uma bolsa. 

    Conceito interno do Volvo Recharge visto de lado
    De acordo com a empresa, o modelo combina as tecnologias mais avançadas com materiais naturais e ecológicos Divulgação/Volvo

    A empresa não divulgou detalhes sobre as motorizações, mas é possível perceber que o modelo conta tem piso totalmente plano, fruto da utilização de uma nova plataforma apenas para modelos 100% elétricos. 

    Vale lembrar que os veículos movidos a bateria da Volvo dividiam a plataforma de design com modelos a combustão, o que tornava inviável o desenho plano do piso. Isso fazia com que os engenheiros precisassem encontrar espaço tanto para as baterias como para os motores de combustíveis fósseis na mesma plataforma. 

    Conceito do Volvo Recharge azul claro visto de cima
    Entre as novidades está um teto panorâmico de vidro, somado a pilares mais estreitos para dar um visual quase 360º Divulgação/Volvo

    Apesar de ainda ser um conceito, ele é cotado para pautar a nova geração do Volvo XC90, que deve estrear em meados de 2022. Dito isso, mais detalhes devem ser dados em breve, junto a novidades sobre motorização do modelo.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Capa de QUATRO RODAS 746
    A edição 746 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade