Clique e assine por apenas 8,90/mês

Citroën C4 Lounge com câmbio manual sai de linha

Restam apenas dois sedãs médios com transmissão manual à venda no Brasil

Por Henrique Rodriguez - 6 out 2017, 19h27
Versão Origine era a única com câmbio manual de seis marchas Leo Sposito/Quatro Rodas

Vivemos um momento ruim para quem gosta de carros com câmbio manual. De acordo com o iCarros, a Citroën deixou de oferecer no Brasil o C4 Lounge Origine, versão de entrada e única que combinava o motor 1.6 THP flex de 173 cv e o câmbio manual de seis marchas.

Painel digital é muito simples; tela da central multimídia é a mesma desde 2007
Versão tinha painel mais simples e rádio usado desde 2007, quando o C4 Pallas chegou ao Brasil Leo Sposito

Vale dizer que a versão Origine automática também foi retirada do site da fabricante francesa. Restaram três versões: a Série S, de R$ 89.990; a Tendance, por R$ 90.290 e a Exclusive, por R$ 99.790. A versão manual custava R$ 73.590.

Rodas da versão Origine são mais simples, de 16 polegadas
Apenas a versão Origine tinha rodas de 16 polegadas Leo Sposito

Todas estas versões combinam o motor 1.6 THP com câmbio automático de seis marchas. E são as versões que mais vendem: de janeiro a junho, das 1.959 unidades do C4 Lounge vendidas, apenas 38 – ou 1,93% – eram da versão Origine manual. 691 unidades (35%) eram da versão Origine automática.

Resta 1

Com o C4 Lounge manual fora de cena, resta apenas um sedã médio com motor turbo e câmbio manual à venda no Brasil: o Volkswagen Jetta 1.4 TSI na versão Trendline, de R$ 80.741.

Continua após a publicidade
Quer um sedã médio com motor turbo e câmbio manual? Só sobrou o Jetta Divulgação/Volkswagen

Também só resta um sedã médio com motor aspirado e câmbio manual. É o Honda Civic Sport, de R$ 87.900. 

Publicidade