Clique e assine por apenas 5,90/mês

Cinco carros zero legais que custam o preço de um Hyundai Azera novo

Muito mais caro em nova geração, sedã coreano já custa o mesmo que carros de marcas premium

Por Henrique Rodriguez - 2 jul 2019, 07h00
arte/Quatro Rodas

Em 2009 era possível comprar um Hyundai Azera V6 3.3 completo por R$ 93.000.

Quem diria que aquele sedã sul-coreano que era bem mais barato que o mexicano Ford Fusion V6 custaria quase o dobro dos seus antigos concorrentes dez anos e duas gerações depois?

É isso mesmo. O novo Hyundai Azera custa R$ 269.900, o suficiente para receber o título de Hyundai mais caro do Brasil.

Isso quando um Honda Accord custa R$ 204.900, um Toyota Camry, R$ 206.200 e um Ford Fusion não passa de R$ 182.900. E lembremos: a geração passada do Azera deixou de ser vendida em 2017 por R$ 180.000.

Apesar das dimensões maiores e do motor V6 3.0 que agora tem injeção direta, rende 261 cv e 31 mkgf de torque, e é ligado a um novo câmbio de oito marchas, o novo Azera teve aumento de preço desproporcional.

Os cinco carros a seguir custam o mesmo que ele e ajudam a ilustrar isso. Confira:

RAM 2500 Laramie – R$ 264.990

RAM 2500 2018
A RAM 2500 é gigante, mas custa menos que o Azera Divulgação/Ram

Na relação de preço por m², ninguém supera a RAM. A picapona importada do México tem 6,03 m de comprimento e 2 m de largura, pouco mais de 12 m², portanto.

Além disso, traz um motorzão seis-cilindros 6.7 turbodiesel, compartilhado com alguns caminhões, que gera 330 cv.

É mais espaçosa que um Azera e ainda tem uma caçamba muito maior que o porta-malas do sedã sul-coreano. Mesmo assim, custa R$ 5 mil a menos.

BMW 330i M Sport – R$ 269.950

Sedã está maior e mais potente, e custa R$ 50 a mais Christian Castanho/BMW

Por enquanto, a nova geração do BMW Série 3 só está disponível no Brasil na versão 330i, com motor 2.0 turbo de 258 cv e 40,8 mkgf de torque. Tem 3 cv a menos que o Azera, mas torque quase 10 mkgf maior.

O câmbio também é automático de oito marchas, mas neste daqui a tração é traseira. E olha que esta nem é a versão mais em conta do 330i.

Continua após a publicidade

Quando se opta pela configuração M Sport, além do visual incrementado e das rodas maiores, leva-se freio com discos maiores e pinças de dois pistões, suspensão ligeiramente mais baixa e firme, e faróis com leds matriciais e laser (trata-se do modelo mais barato a venda no Brasil com faróis a laser).

Um assistente capaz de refazer, de ré, os últimos 50 m percorridos pelo carro, direção com relação variável, quadro de instrumentos digital, head up display, revestimento de couro natural, sistema de som Harman Kardon além do assistente inteligente, o BMW IPA (de Assistente Pessoal Inteligente) também fazem parte do pacote.

Tudo isso por R$ 50 a mais que o Hyundai. 

Jaguar XF R-Sport P300 – R$ 274.320

Sedã já usa o moderno motor Ingenium a gasolina Divulgação/Jaguar

R$ 4.420 separam um legítimo sedã britânico do Hyundai. As dimensões são equivalentes, mas os 2,96 m de entre-eixos do XF se sobressaem frente aos 2,84 m do Azera.

Mas, além do felino estampado na grade, o Jaguar tem motor de esportivo. A versão R-Sport P300 usa o motor 2.0 turbo de 300 cv e 40,8 mkgf de torque, o mesmo que equipa a versão de entrada do F-Type – R$ 100 mil mais caro.

Volvo XC60 D5 Momentum – R$ 275.950

Volvo XC60
O XC60 é prático, eficiente e é cerca de R$ 5 mil mais caro que o Azera Leo Sposito/Quatro Rodas

Embora seja a versão de entrada do SUV médio da Volvo, o XC60 Momentum tem teto solar panorâmico, bancos dianteiros elétricos com memória para o motorista, quadro de instrumentos digital de oito polegadas, alerta de colisão, detecção de obstáculos e pedestres à frente até noturna, leitura digital de placas de velocidade, alerta de ponto-cego, faróis de leds e rodas aro 19.

Ou seja: não parece uma versão de entrada. Além disso, muito de sua “graça” está na mecânica.

As versões D5 têm motor 2.0 turbodiesel de 235 cv e consistentes 48,9 mkgf. O câmbio é automático de oito marchas e a tração, sempre integral. Além de ser mais robusto, um motor a diesel tem mais força e é mais eficiente.

Audi TT Coupé – R$ 277.990

Audi TT
O Audi TT muda no Brasil até o final do ano, mas é uma alternativa ousada ao sedã coreano Acervo/Quatro Rodas

Tudo bem que o Audi TT está prestes a estrear seu facelift no Brasil. Também está longe se ser um carro gigante, que impressione pelas dimensões. Mas, acredite, isso é bom para ele.

Com motor 2.0 turbo de 230 cv e 37,7 mkgf de torque, e câmbio de dupla embreagem de seis marchas, possui uma agilidade que nenhum outro carro desta lista consegue entregar. Também é o mais divertido.

O problema aqui é que até mesmo crianças reclamam do parco espaço no banco traseiro.

Continua após a publicidade
Publicidade