Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Longa Duração: Chery Tiggo 5X tem invasão de poeira na cabine

Porta traseira esquerda do Tiggo 5X revela entrada de poeira e vento pelas vedações. Suspensão traseira está com rebolado diferente

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 25 nov 2020, 10h23 - Publicado em 25 nov 2020, 08h00
Leonardo Barboza/Quatro Rodas

Você já viajou no banco traseiro do seu próprio carro? É um exercício interessante para conhecê-lo melhor. Foi assim que o piloto de testes Leonardo Barboza, acostumado a dirigir horas a fio e a levar os carros ao limite em nossa pista, identificou problemas que não perceberíamos atrás do volante do nosso Caoa Chery Tiggo 5X.

A Black Friday já começou na Quatro Rodas! Clique aqui e assine por apenas R$ 5,90

“Um barulho de vento entrando pela porta traseira esquerda, bem na altura do meu ouvido, me incomodou durante toda a viagem. É como se o ar estivesse passando pelas guarnições da porta. E dá para ver que está entrando poeira pela moldura da janela da mesma porta”, conta Barboza.

  • Poeira acumulada na moldura interna da janela Leonardo Barboza/Quatro Rodas

    São duas questões importantes para apontar na próxima revisão. A terceira veio da percepção dos quatro passageiros: o Tiggo 5X está com um jogo, um gingado estranho na traseira quando mais carregado.

    Barboza explica: “Na rodovia, a gente sentiu que o carro estava balançando muito quando há desnível da pista. E vendo o 5X de outro carro, a impressão que tive é de que as rodas traseiras estão com cambagem positiva, ou seja, mais próximas entre si na parte inferior”.

    Também piloto de testes, Eduardo Campilongo tem uma teoria para a causa. “Eu havia viajado com o Tiggo 5X antes de levar para a revisão e ele não estava assim. Após o serviço, fui viajar com o veículo novamente e notei essa instabilidade na traseira. Imagino que tenha sido causada pelo alinhamento das rodas.”

    Vale explicar que não é todo carro que precisa de alinhamento das rodas traseiras, mas sim aqueles com suspensão traseira independente. É o caso do Tiggo 5X, com sistema do tipo multilink. Neste caso é necessário o alinhamento dos braços, que podem perder a regulagem original.

    Tiggo 5X – 44.597 km

    Ficha técnica:
    Versão: TXS 1.5 16V Turbo
    Motor: 4 cilindros, dianteiro, transversal, 16V, turbo, 150/147 cv a 5.500 rpm, 21,4 mkgf a 1.750 rpm
    Câmbio: Automatizado, dupla embreagem, 6 marchas
    Seguro: R$ 2.004 (Perfil Quatro Rodas)
    Revisões:
    Até 60.000 km – R$ 4.028
    Gastos no mês: Combustível: R$ 1.728
    Consumo: No mês: 9,6 km/l com 17,1% de rodagem na cidade
    Desde jul/19: 9 km/l com 30,7% de rodagem na cidade
    Combustível: flex (gasolina)

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade