Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Carros de Peugeot, Citroën, Fiat e Jeep poderão ser vendidos na mesma loja

As revendas compartilhadas só serão consideradas em mercados menores e segundo CEO da Stellantis cada marca preservará seu DNA

Por Isadora Carvalho Atualizado em 7 Maio 2021, 12h10 - Publicado em 7 Maio 2021, 11h43
NOVA CONCESSIONÁRIA PEUGEOT 2022
Divulgação/Peugeot

A Stellantis representa o sexto maior fabricante de carros do mundo e, diante de toda essa importância, suas ações reverberam em todo o mercado automotivo e inspirar as marcas concorrentes.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90 

Durante coletiva de imprensa o COO da Stellantis para a América do Sul, Antonio Filosa, anunciou ações da empresa dedicadas ao Brasil. Uma delas é a possibilidade de inaugurar concessionárias que irão comercializar em um mesmo espaço modelos das marcas Fiat, Jeep, Peugeot e Citroën.

concessionária

O executivo fez questão de salientar que o modelo de negócio deve respeitar o DNA de cada marca, afinal cada uma tem sua identidade e história. Além disso, as concessionárias unificadas só serão viabilizadas em mercados menores, ou seja, regiões com um volume de vendas menor. Assim, proporcionaria maior capilaridade para a atuação das marcas.

A intenção é ampliar a atuação no mercado brasileiro tanto para a Jeep, quanto para a Peugeot e Citroën. “Com esse trabalho junto a rede de concessionárias e o lançamento de novos produtos nos próximos 24 meses, as marcas Peugeot e Citroën devem voltar a ter o sucesso que tinham no Brasil há 10 anos”, afirma Filosa.

Um dos exemplos da sinergia entre as marcas poderá ser o próprio Peugeot 208, que será equipado com o aguardado motor 1.0 turbo da Fiat – que estreia no final do ano no novo SUV da marca, revelado oficialmente na terça-feira (04/05). Entre as novidades do propulsor estão injeção direta, comando variável MultiAir III e coletor integrado ao bloco.

Continua após a publicidade

Peugeot 208
Fernando Pires/Quatro Rodas

Filosa afirmou que o período de desenvolvimento, produção, testes e homologação de uma alteração de motor em outro carro é de cerca de 18 meses. O início da produção dos motores 1.0 turbo será agora, mas os trabalhos de adaptação do 208 com o motor de 131 cv começaram há meses. Desta forma, poderá estrear a nova mecânica no final de 2022.

projecao-citroen-c3-2022-projeto-cc21-1024x626
Reprodução/Autos Segredos

Outro lançamento sob o comando da Stellantis dentro da PSA deverá ser o substituto do Citroën C3. O modelo é conhecido internamente como projeto CC21 e trará a nova identidade visual da marca francesa. O compacto deverá chegar no mercado em outubro e será fabricado em Porto Real (RJ). Sua motorização ainda não foi revelada, mas não está descartada a possibilidade do CC21 contar com o motor 1.0 turbo de três cilindros.

O futuro é elétrico?

Questionado quanto à eletrificação das marcas, o CEO afirma que os investimentos estão sendo feitos nesse sentido de forma separada tanto nas marcas ex-FCA quanto nas ex-PSA com resultados importantes na Europa. E acrescentou que em julho o CEO mundial, Carlos Tavares, dará mais detalhes sobre os lançamentos movidos a eletricidade.

Para a América do Sul o executivo confirmou o lançamento próximo do Fiat 500e e do Jeep Compass híbrido.

Compacto, tem expressão mais séria que o anterior

Filosa confirmou ainda que, apesar da pandemia, todos os planos das marcas do grupo estão mantidos e poderá apenas haver mudanças no calendário de lançamentos, mas não cancelamentos de modelos já confirmados.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa Quatro Rodas 744 Abril 2021

Continua após a publicidade

Publicidade