Clique e assine por apenas 8,90/mês

Caoa Chery confirma SUV para peitar BMW, Mercedes e Land Rover em 2021

Em entrevista ao Estado de Minas, diretor-executivo da operação confirma que modelo da marca premium Exeed chegará ao mercado começo do ano que vem

Por Leonardo Felix - Atualizado em 8 jun 2020, 09h38 - Publicado em 8 jun 2020, 09h34
SUV médio premium Exeed LX deve ser o escolhido para a empreitada Divulgação/Chery

Habituais leitores de QUATRO RODAS hão de se lembrar quando, em outubro do ano passado, revelamos em primeira mão o registro no país do Exeed LX, SUV da marca premium da Chery na China.

Na ocasião, afirmamos que a Caoa Chery, sociedade formada entre as empresas brasileira e chinesa, tinha um plano já consolidado para montar e vender o modelo em nosso mercado, com lançamento previsto para 2020.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Veio o coronavírus e o planejamento foi adiado, mas não congelado.

O diretor-executivo da operação, Marcio Alfonso, afirmou em entrevista ao caderno Vrum, do jornal O Estado de Minas, que um modelo da Exeed deve ser comercializado no Brasil a partir do primeiro trimestre de 2021.

A confirmação veio junto com um detalhamento maior para os lançamentos do sedã médio Arrizo 6 e do SUV de sete lugares Tiggo 8, ambos prometidos ainda para este ano.

Exeed LX compartilha elementos estruturais com o Tiggo 7, mas motor será o do Tiggo 8 Divulgação/Chery

“Em julho, vamos lançar o Arrizo 6. É um carro que vai chamar a atenção pelo espaço interno, conforto, acabamento e muito valor agregado. Já está sendo montado na fábrica de Jacareí (SP) e terá preço competitivo. Depois, em agosto, vem o Tiggo 8, que será produzido em Anápolis (GO)”, relatou.

Continua após a publicidade

“Mas a grande novidade é que [vamos] produzir no Brasil um SUV premium da Exeed, com alto padrão de acabamento e tecnologia. Ainda não definimos qual será o modelo e as versões, mas a novidade deve chegar ao mercado brasileiro em janeiro de 2021″, apontou.

Objetivo da Caoa Chery com a marca Exeed é se aventurar no segmento de SUVs premium Divulgação/Chery

Embora Alfonso não tenha dito qual será o modelo, nossa reportagem aposta que o escolhido será mesmo o LX, feito sobre a plataforma T1X que já dá vida aos Tiggo 5X, 7 e 8. Aliás, ele compartilha com o Tiggo 7 elementos da carroceria, tal qual ocorre entre os VW Polo e Nivus.

Pensado para encarar SUVs premium como Audi Q3, BMW X1, Mercedes-Benz GLA e Range Rover Evoque, ele virá dotado de motor 1.6 turbo com injeção direta e 200 cv, tal qual o Tiggo 8, além de quadro de instrumentos holográfico e sistema multimídia com reconhecimento facial.

Ainda segundo o executivo, há outro projeto engatilhado para o ano que vem, mas cujas informações ainda estão mantidas sob sigilo. Pode ser outro produto da Chery ou ainda um segundo modelo da própria Exeed.

Interior tem acabamento refinado e duas telas de 12,3 polegadas. Comandos de ar no console lembram os dos atuais Land Rover Divulgação/Chery

Ao Vrum, Marcio Alfonso previu que a Caoa Chery deve vender 20 mil carros no Brasil em 2020, metade do que havia sido projetado. Culpa, claro, da pandemia do coronavírus.

Ainda assim, a operação seguirá adiante com o plano de expansão da rede concessionária no país, com previsão de chegar a dezembro com 145 concessionárias. Clique aqui para ler a entrevista completa.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

 

Continua após a publicidade
Publicidade