Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Baterias de carros elétricos viciam como a do seu celular, diz pesquisa

Empresa canadense constatou que refrigeração da bateria e alguns fatores externos interferem na vida útil da bateria

Por Daniel Telles Atualizado em 23 dez 2019, 08h00 - Publicado em 23 dez 2019, 07h00
BMW i3 Wallbox
Recarga completa das baterias leva menos de 4h no caso do BMW i3 BMW/Divulgação

Se você tem um smartphone certamente já notou que, com o passar do tempo, a bateria do aparelho passa a durar cada vez menos.

Pois a empresa de telemática canadense Geotab constatou em estudo recente que o mesmo ocorre com as baterias utilizadas por carros elétricos.

Entretanto, não é algo que seja tão preocupante. Isso porque, segundo o estudo que tomou por base 6.300 veículos elétricos ao redor do mundo, as baterias perdem, em média, 2,3% de sua capacidade por ano.

Nesse ritmo elas terão vida útil maior que os veículos alimentados.

Carregamentos frequentes no modo rápido também pode desgastar a bateria Divulgação/Volkswagen

De acordo com a Geotab, a maneira pela qual a bateria é refrigerada ou aquecida pode interferir no tamanho da perda de capacidade.

Continua após a publicidade

Em um dos testes realizados foram comparados um Tesla Model S 2015 e um Nissan Leaf do mesmo ano.

A bateria do Tesla, que tem um sistema de refrigeração líquida, teve uma degradação de 2,3% por ano, enquanto a do Leaf, que tem refrigeração a ar, perdeu 4,2% de sua capacidade anualmente.

Nissan Leaf, que tem refrigeração das baterias a ar, demonstrou mais desgaste nos testes Christian Castanho/Quatro Rodas

Ainda segundo a empresa canadense, a degradação não ocorre em um ritmo linear. Ou seja, em alguns anos pode haver pouca redução da capacidade, para depois ocorrer uma queda brusca na autonomia.

141202wcy-04.jpg
Tesla Model S tem sistema de refrigeração líquida, sistema que demonstrou desgastar menos a bateria divulgação/Tesla

O estudo constatou também que fatores como armazenamento do veículo, temperatura ambiente e modo de carregamento contribuem negativa ou positivamente para a manutenção da bateria.

Um veículo elétrico que é utilizado em temperaturas quentes, por exemplo, terá uma degradação maior em comparação àquele dirigido em temperaturas mais amenas.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês