Ariel Atom 4: agora com motor de Honda Civic Type R

Com 2.0 turbo de 320 cv, o esportivo inglês de apenas 595 kg acelera até 100 km/h em 2,8 segundos e chega aos 260 km/h

Quarta geração do Atom pesa só 595 kg

Quarta geração do Atom pesa só 595 kg (Ariel/Divulgação)

O Honda Type R é a versão mais brutal do hatch japonês, com 320 cv de potência e 42,8 mkgf de torque, além do câmbio manual de seis marchas.

Consegue imaginar o mesmo 2.0 turbo com injeção direta usado por um esportivo com apenas 595 kg e tração traseira? Esse é o novo Ariel Atom 4.

Estrutura está 15% mais rígida que no antecessor

Estrutura está 15% mais rígida que no antecessor (Ariel/Divulgação)

Para chegar ao peso-pena, o chassi rolante – capaz de rodar mesmo sem painéis da carroceria – é quase tão minimalista quanto uma motocicleta.

Motor do Civic Type R recebeu central eletrônica da Ariel

Motor do Civic Type R recebeu central eletrônica da Ariel (Ariel/Divulgação)

É basicamente a mesma fórmula apresentada há 18 anos, quando o fabricante inglês revelou a primeira geração do modelo (que já está na quarta).

Marca garante que há mais espaço interno para os ocupantes

Marca garante que há mais espaço interno para os ocupantes (Ariel/Divulgação)

A Ariel diz que, apesar do visual idêntico, só manteve os freios e a embreagem do antecessor, enquanto a nova estrutura ficou até 15% mais rígida.

No total, são 320 cv de potência e 42,8 mkgf de torque

No total, são 320 cv de potência e 42,8 mkgf de torque (Ariel/Divulgação)

A boa notícia para quem pretende dirigir o Atom 4 diariamente por aí é, agora, a “cabine” está mais espaçosa, inclusive na área destinada às pernas.

Como boa parte dos carros de corrida, não há airbags

Como boa parte dos carros de corrida, não há airbags (Ariel/Divulgação)

O todo-poderoso propulsor também recebeu pitacos dos ingleses, que colocaram uma nova central eletrônica com controles de tração e de largada.

Os amortecedores da marca Bilstein demonstram a preocupação com a suspensão, que ainda pode receber um conjunto semiadaptativo da Öhlins.

Interior é minimalista e painel concentra os principais comandos

Interior é minimalista e painel concentra os principais comandos (Ariel/Divulgação)

No fim das contas, você pode chegar aos 100 km/h em 2,8 segundos e colocar à prova os 260 km/h de máxima. Só um aviso: ele não tem airbags.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s