Clique e assine por apenas 8,90/mês

Quais as diferenças entre os tipos de suspensão independente?

Multilink, duplo A e McPherson: o que as diferencia?

Por Bob Sharp - Atualizado em 30 jun 2018, 14h19 - Publicado em 29 jan 2016, 14h06

Correio Técnico - tipos de suspensãoQuais as diferenças entre as suspensões independentes McPherson, duplo A e multilink? – Camilo Tavares, Passos (MG)

A McPherson é a mais simples de todas e dá bons resultados, sendo aplicada desde o carro mais popular aos mais sofisticados, caso do Porsche 911 e de alguns BMW na dianteira.

Patenteada pelo americano Earle Steele McPherson em 1946, ela é formada basicamente por um braço transversal, amortecedor, mola helicoidal e barra estabilizadora. Sua grande vantagem reside na boa distribuição dos esforços, o que permite estruturas mais leves.

A de duplo A (em inglês chamada de double wishbone) é formada por dois braços triangulares superpostos atrelados ao chassi ou subchassi por meio de buchas silenciosas, permitindo que os braços aos quais a roda é atrelada se movimentem verticalmente.

Trata-se uma ótima solução, mas é mais complexa por concentrar mais esforço na estrutura do veículo, que precisa ser muito bem calculada para isso, e contribui para deixá-lo mais pesado.

A multilink, ou multibraço, é uma evolução do sistema duplo A em que a manga de eixo (peça que sustenta a roda) é ligada à estrutura por vários braços, dando maior liberdade ao projetista para determinar a geometria de suspensão.

Sua vantagem é o controle mais preciso dos movimentos da roda, importante em carros de rua que normalmente têm amplo curso de suspensão. Mas esse maior controle custa mais.

Continua após a publicidade
Publicidade