Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Antiga fábrica do Mitsubishi Pajero vai passar a produzir papel higiênico

Unidade de Gifu produziu por décadas o icônico SUV, mas sua venda ajudará no processo de reorganização da Mitsubishi, que inclui novos elétricos

Por Guilherme Fontana 21 mar 2022, 13h31

Buscando otimizar suas operações e planejando um futuro elétrico, a Mitsubishi passa por uma grande reestruturação. Como parte dos planos, a fábrica japonesa que produziu o Pajero Full por décadas acaba de ser vendida para a Daio Paper, a maior fabricante japonesa de lenços de papel e papel higiênico.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

A unidade, inaugurada em 1943, foi inicialmente chamada por Toyo Koki. Com o passar dos anos, a força do nome Pajero, produzido lá, promoveu um rebatismo para Pajero Manufacturing Co. Ltd. Assim seguiu até 2022.

Em seu auge, a unidade chegou a produzir 170.000 unidades em um ano, número que caiu para 63.000 em 2019. De 2015 a 2019, a planta viu seus custos fixos subirem 30%, piorando uma situação que já não ia bem. A chegada da pandemia, em 2020, acelerou os planos de venda da fábrica localizada em Gifu.

Pajero Full Legend Edition traseira 2
Pajero Full Legend Edition Divulgação/Mitsubishi

Segundo o site filipino Autoindustriya, o acordo deverá ser anunciado ainda nesta semana, mas o valor da venda fica em torno dos 4 bilhões de Ienes, cerca de R$ 170 milhões em conversão direta, incluindo o terreno e as instalações.

Continua após a publicidade

Compartilhe essa matéria via:

Reorganização das operações

A venda da fábrica para a Daio Paper ajudará a Mitsubishi a avançar em seus planos de reestruturação, iniciados há alguns anos. Em 2020, um plano de médio prazo apontava para uma redução de 20% nos custos fixos em relação a 2019, o que incluía a redução do número de trabalhadores. Assim, 650 empregados entraram para um plano de aposentadoria antecipada em 2021.

Pajero Full Legend Edition lateral 2
Pajero Full Legend Edition Divulgação/Mitsubishi

No caso da fábrica do Pajero, dos 1.000 funcionários locais, 30% serão transferidos para a Mitsubishi Motors, enquanto outros 30% serão transferidos para outras empresas da região. Os 250 restantes também aceitaram um plano de aposentadoria antecipada.

Em relação à indústria, a reorganização da Mitsubishi visa a produção de carros elétricos e híbridos. A unidade de Mizushima, em Okayama, tem recebido um investimento bilionário para a produção de minicarros elétricos provenientes da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 755 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 755 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês