Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Após sucesso da F-150 Lightining, Ford terá mais uma picape elétrica

Maior fábrica da Ford será inaugurada em 2025 para fabricar uma picape elétrica inédita, que poderia ser derivada da Ranger e da Maverick

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 27 abr 2022, 14h55 - Publicado em 27 abr 2022, 11h47

A Ford F-150 Lightning não é a primeira picape elétrica da marca (já contamos a história da Ranger EV), mas é a primeira a fazer sucesso. A picape full-size elétrica só entrou em produção nesta semana, mas está com todos os pedidos para 2022 esgotados há semanas e tem três anos de fila de espera.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Animada com esse bom desempenho, a Ford já confirmou que terá mais uma picape elétrica.

A confirmação partiu do CEO da Ford, Jim Farley, que enfatizou que será uma picape diferente da F-150 Lightning e disse que a Ford já está mobilizando o mega campus de Stanton, no Tennessee, onde está construindo uma nova linha de montagem de veículos elétricos, fábrica de baterias e um parque de fornecedores.

Continua após a publicidade

F-150 Lightning azul vista 3/4 de frente
Ford F-150 Lightning Divulgação/Ford

Esta será a maior instalação da Ford desde sua fundação, há quase 119 anos, e tem inauguração prevista para 2025. Ela será providencial para que os planos da Ford se concretizem: “Temos a intenção de ser o fabricante número um de picapes elétricas”, disse Farley durante a inauguração da produção da F-150 elétrica. 

Entre as picapes que já estão à venda nos Estados Unidos, possivelmente a Ford está considerando lançar uma versão elétrica da Ranger ou da Maverick. Uma Ranger elétrica seria a mais provável, pois sua nova geração ainda não estreou nos EUA e há planos de a Volkswagen Amarok (que é baseada na mesma plataforma) ter uma versão elétrica futuramente.

lightning
Esquema elétrico da F-150 Lightning Divulgação/Ford

Por ser posicionada como o carro de entrada da Ford nos Estados Unidos, a Ford Maverick pode não ser a picape ideal para ter uma versão elétrica, pois a tornaria muito mais cara que as versões a combustão. Além disso, ela é tem uma versão híbrida à venda nos EUA pelo mesmo preço dos modelos a combustão – só não tem tração 4×4.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês