Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Testamos: caixas de som para quem não tem central multimídia

Dispositivos sem fio são práticas para ouvir música e controlar smartphone sem as mãos

Por Vitor Matsubara Atualizado em 3 Maio 2021, 16h31 - Publicado em 28 dez 2016, 15h02

Cair na estrada ao som de uma boa música torna as viagens de fim de ano menos estressantes. Mas o orçamento nem sempre permite instalar uma central multimídia com som de qualidade e conexão Bluetooth – bastante útil para realizar ligações sem se distrair. De olho nessa oportunidade, algumas fabricantes de som vendem caixas de som portáteis que podem ser utilizadas dentro (e fora) do carro.

Avaliamos duas opções disponíveis no mercado: a Up Sound Aqua e a JBL Trip. Ambas podem ser pareadas com qualquer dispositivo compatível com tecnologia Bluetooth, possuem botões para as principais funções de smartphones e entregam praticamente a mesma potência – a Aqua tem 3 watts e a Trip possui 3,2 watts.

Compacta, a Aqua tem proteções de borracha nas laterais contra água e poteira
Compacta, a Aqua tem proteções de borracha nas laterais contra água e poteira Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas

A Aqua é uma das caixas de som sem fio mais acessíveis do segmento (seu preço sugerido é de R$ 149) e pode ser facilmente transportada para qualquer lugar. Como o nome sugere, ela é resistente à água, contando, inclusive, com acabamento emborrachado nas laterais. Uma grande ventosa na parte de trás da caixa permite fixa-la em várias superfícies, inclusive no para-brisa do carro. De acordo com a fabricante, a caixa reproduz aproximadamente 3 horas de música contínua sem necessidade de recarga e tem um raio de alcance de até 10 metros. Além dos cabos de áudio P1 e do carregador USB, a Aqua vem com um gancho de suporte para pendurá-la em qualquer lugar.

Ventosa na parte de trás ajuda a fixá-la em várias superfíceis - como o vidro do carro
Ventosa na parte de trás ajuda a fixá-la em várias superfíceis – como o vidro do carro Vitor Matsubara

Apenas seis botões físicos estão disponíveis na Aqua. A função Bluetooth é ativada quando o usuário mantém pressionado por alguns segundos o botão que liga e desliga a caixa. Ao lado fica o atalho para atender e desligar chamadas. Há botões específicos para avançar e retroceder faixas de música e controlar o volume. Outra funcionalidade interessante é o microfone acoplado à caixa, que serve tanto para ligações quanto para ativar funções do smartphone por comandos de voz. A qualidade de som é boa dentro de seu custo relativamente acessível. Justamente por isso é que não há como exigir uma reprodução mais apurada de graves e agudos (como no produto da JBL). Se a intenção é apenas ouvir música e realizar ligações, a Aqua é uma ótima escolha pela relação custo/benefício.

Continua após a publicidade

Bonita e fácil de carregar, a Trip é presa por um prático suporte magnético
Bonita e fácil de carregar, a Trip é presa por um prático suporte magnético Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas

A JBL Trip leva a assinatura da famosa empresa de acessórios controlada pela Harman. O belo design é apenas uma das qualidades da caixa de som. De acordo com a fabricante, a Trip pode reproduzir música continuamente por até oito horas antes de ser recarregada, dependendo do volume. Se o uso for exclusivo para realizar ligações, a bateria resiste até 20 horas. É possível realizar e atender chamadas sem botar as mãos no celular. Assim como a Aqua, o produto da JBL ativa os assistentes pessoais Siri (iOS) e Google Now (Android) apenas pelo toque de um botão. Por falar nos botões, além de discretos, eles são sensíveis ao toque e exigem pouca força para serem acionados.

Diferente do Aqua, cada botão possui uma única função. Além de poder ser transportada facilmente dentro de bolsas e mochilas, a Trip vem com um prático suporte magnético em formato de clipe, desenhado especialmente para ser encaixado no para-sol dos carros – mas que pode ser colocado em outros lugares. Dentro do veículo, a caixa não precisa ficar solta pelo interior, algo que poderia ser perigoso em caso de acidentes. Se a solução atrapalha a distribuição do áudio pelo interior, por outro ela concentra o som exatamente para onde o usuário deseja – uma solução bem-vinda para quem a utiliza pareada com o smartphone. O único problema surge na hora de retirar o suporte da Trip do para-sol: por ser fixada por ímãs, apenas a caixa sai facilmente – o suporte fica no lugar.

Presa no para-sol do carro, a Trip permite direcionar o som diretamente para o usuário
Presa no para-sol do carro, a Trip permite direcionar o som diretamente para o usuário Vitor Matsubara

Embora tenha algumas limitações na regulagem do volume (o áudio segue a limitação do dispositivo responsável pela reprodução), a Trip é uma das melhores opções do mercado para uso veicular. Além de bonita e prática, a caixa de som portátil tem qualidade de áudio superior a muitos sistemas de som originais de fábrica e funciona por várias horas sem necessidade de ser recarregada. Um dos únicos (e possivelmente o maior) pontos negativos da Trip está no preço: R$ 349. Se dinheiro não for problema, não pense duas vezes e leve-a para casa.

Up Sound Aqua:
Proteção contra água e poeira
Conteúdo da embalagem: caixa de som, carregador USB e gancho de suporte
Potência do alto-falante: 3W
Raio de alcance: 10 metros
Tempo de recarga: aproximadamente 1h
Tempo de duração da bateria: aproximadamente 3h
Preço sugerido: R$ 149
Onde encontrar: lojas de comércio online

JBL Trip:
Conteúdo da embalagem: caixa de som, carregador USB e suporte magnético para fixação
Potência do alto-falante: 3,2 W
Raio de alcance: não informado
Tempo de recarga: não informado
Tempo de duração da bateria: até 8h para reprodução de músicas e até 20h para realizar ligações
Preço sugerido: R$ 349
Onde encontrar: site oficial da JBL e lojas de comércio eletrônico

Continua após a publicidade

Publicidade