Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Kia Sportage usado é alternativa a Jeep Compass a partir de R$ 95.000

Este SUV tem mais qualidades que defeitos e uma boa relação custo/benefício. Mas atenção à lista de equipamentos, que muda a cada ano

Por Alexandre Ule Ramos Atualizado em 3 fev 2022, 12h08 - Publicado em 3 fev 2022, 12h00

Lançado em junho de 2016 no Brasil, o Kia Sportage ainda pode ser considerado uma boa opção no mercado. Tem pontos positivos, poucos defeitos e uma atraente relação custo/benefício.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Por conta da legislação de emissões de poluentes, o motor de quatro cilindros, herdado da geração anterior, 2.0 16V, com comando de válvulas variável, perdeu nada menos do que 11 cv, ficando nos 167 cv.

Na época do seu lançamento, o Sportage EX tinha uma longa lista de equipamentos, que passavam por ar-condicionado bizona, bancos forrados de couro, teto solar, volante esportivo, bancos dianteiros com ajustes elétricos, luzes de leitura de led, tela do multimídia de 7”, paddle-shifts, monitor de ponto cego nas manobras, hill-holder e ESP, além de airbags laterais e de cortina.

O problema começa em 2018, com a escolha das versões passando para códigos alfanuméricos indecifráveis e sem lógica. Senão vejamos: a versão básica era a P152, que trazia uma boa lista de equipamentos, entre eles câmera de ré, rodas de liga leve de aro 18 e piloto automático.

Lanternas traseiras são unidas por um friso horizontal
Lanternas traseiras são unidas por um friso horizontal Marco de Bari/Quatro Rodas

Em seguida vinha a P254, com ar digital, bancos revestidos de couro, partida do motor sem chave, Apple CarPlay e Android Auto, paddle-shift, teto solar, rodas de liga leve aro 19, airbags laterais e de cortina e hill-holder. Bom, agora vem a P787, que possuía detector de ponto cego e de tráfego traseiro e finalmente… a P255!

Opa, então a P787, que numericamente é a superior em termos de designação, é menos luxuosa que a P255? Isso mesmo. O problema é que na hora de escolher uma unidade usada fica bem mais difícil.

O problema não acaba por aí. Na linha 2019 muda tudo de novo, gerando mais confusão e aí as versões passam a ser a P152, P253, P264 e P265. Nas linhas 2020 e 2021 basicamente a situação se manteve a mesma, mas em 2022 temos somente a P264 e P265. Nessa salada de letras e números, encontrar o carro certo pode se tornar uma tarefa árdua.

Tela de 7 polegadas vem de série na versão mais cara - a básica tem 5 polegadas
Tela de 7 polegadas vem de série na versão mais cara – a básica tem 5 polegadas Marco de Bari/Quatro Rodas

De uma forma geral, o Kia Sportage é um carro que não apresenta defeitos crônicos dignos de nota. A garantia de cinco anos também ajuda a encontrar carros com bom histórico de manutenção. É confortável, espaçoso e bem equipado.

E o design ainda é atual. Como principais desvantagens temos a rede de concessionárias pequena, um motor considerado fraco para o porte do carro, não tem tecnologias atuais e corriqueiras presentes até em carros de menor valor, como o start-stop, por exemplo. O consumo é alto e o custo de manutenção fora da garantia também.

Continua após a publicidade

Atrás, espaço amplo e acesso facilitado
Bom espaço atrás, com acesso facilitado, saídas de ar-condicionado dedicadas e teto solar duplo Marco de Bari/Quatro Rodas

Defeitos do Kia Sportage

Lentes dos faróis – Frequentemente aparecem manchas nas lentes dos faróis, que não saem de jeito nenhum e demandam a troca do componente. Que, por sua vez, pode chegar manchado novamente! Olho vivo neles.

Ruído na suspensão dianteira – Esse defeito pode ter duas causas: buchas da barra estabilizadora ou buchas de bandeja e bieletas. Mas frequentemente são confundidos com o próximo defeito descrito a seguir.

Barulho na caixa de direção – Este é justamente o problema que gera mais dúvidas, mas esse ruído é diferente do problema na suspensão. Aqui se trata de uma batida mais seca, principalmente quando se esterça o volante e é causado por uma folga no interior da caixa de direção.

Freio de estacionamento – São comuns as reclamações que o freio de mão não para o carro corretamente, mesmo após regulagens. Então o carro acaba apoiado no câmbio, quando parado, o que pode sobrecarregar a caixa.

Boia do tanque de combustível – Existe também na boia do tanque uma grande incidência de reclamações, pois simplesmente deixa de funcionar. Não são poucos os casos em que houve duas trocas dessa boia em garantia.

A voz do dono

Nome: Jerônimo Batista da Veiga
Idade: 45 anos
Profissão: comerciante
Cidade: São Paulo (SP)

O que eu adoro:

“O design sem dúvida foi o que me atraiu primeiro. Apesar do tempo que passou, ainda é um carro bonito e que chama a atenção. É confortável e a garantia de cinco anos acaba sendo uma tranquilidade.”

O que eu odeio:

“O consumo, para um motor de quatro cilindros, é muito elevado, principalmente na cidade. Já o valor das peças preocupa, pois qualquer coisa que quebre fora da garantia custa muito caro.”

Preços médios dos Kia Sportage usados:Kia Sportage Usados

Preços das peças do Kia Sportage:

Peças Sportage

Nós dissemos:

QR_682_CARRO_SPORTAGEMAIO DE 2016 “As proporções do Sportage mudaram pouco, com um aumento de 4 cm no comprimento total e de 3 cm no entre-eixos, o que resulta principalmente em ganho no espaço interno. Na cabine, somos recebidos por um banco traseiro com bastante espaço, permitindo que cinco adultos viajem com relativo conforto – há saídas do ar atrás.”

Teste de pista (com gasolina)

  • Aceleração de 0 a 100 km/h: 11,5 s
  • Aceleração de 0 a 1.000 m: 32,7 s – 161,4 km/h
  • Retomada de 40 a 80 km/h (em D): 4,9 s
  • Retomada de 60 a 100 km/h (em D): 6,5 s
  • Retomada de 80 a 120 km/h (em D): 7,9 s
  • Frenagens de 60 / 80 / 120 km/h a 0: 16,9 / 27,7 / 63,8 m
  • Consumo urbano: 9,3 km/l
  • Consumo rodoviário: 12,1 km/l

Ficha técnica – Kia Sportage

  • Motor: flex, diant., transv., 4 cil., 1.999 cm3, 16V, 167/156 cv a 6.200 rpm, 20,2/18,8 mkgf a 4.700 rpm
  • Câmbio: aut., seq.,6 marchas, tração dianteira
  • Suspensão: McPherson (d) / multilink (t)
  • Freios: a disco vent.(diant.) / sólido (tras.)
  • Direção: elétrica, 10,6 m (diâm. giro)
  • Rodas e pneus: liga leve, 245/45 R19
  • Dimensões: comprimento, 448 cm; altura, 166,5 cm; largura, 185,5 cm; entre-eixos, 267 cm; peso, 1.570 kg; tanque, 62 l

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês