Chevrolet Onix zera crash-test de impacto lateral do Latin NCAP

Teste realizado pelo órgão criticou a proteção para adultos oferecida pelo automóvel mais vendido no país

Porta traseira direita se abriu após o impacto (divulgação/Internet)

O Latin NCAP, organização que avalia a segurança dos veículos vendidos na América Latina, classificou o Chevrolet Onix com zero estrela no teste de proteção para adultos e três estrelas (entre cinco possíveis) na proteção para crianças.

O veículo, que é o mais vendido no Brasil há dois anos, já havia sido avaliado no teste de colisão frontal em 2014 (veja abaixo), obtendo três estrelas para a proteção de adultos. Desta vez, no entanto, o resultado foi decepcionante para a Chevrolet.

Segundo o órgão, o Onix “mostrou um desempenho pobre, já que o teste de impacto lateral evidenciou uma compressão alta no peito do passageiro adulto, divulgando uma alta penetração na estrutura”.

Onix obteve três estrelas no crash-test frontal (divulgação/Internet)

Colaborou para o resultado ruim (pior que os do Fiat Palio e Peugeot 208 feitos no Brasil) o fato de o hatch não trazer dispositivos de absorção de energia para impactos laterais, sendo equipado apenas com barras de proteção nas portas.

A proteção para crianças foi avaliada com três estrelas, enquadrando-se como “aceitável” nos padrões do Latin NCAP. Entretanto, o veredicto dado pelo órgão ressaltou algo que ainda é o padrão entre os compactos no país: o modelo traz “apenas um cinto de segurança de dois pontos na posição central traseira, carecendo de ancoragens Isofix”.

Além disso, a porta traseira direita se abriu logo após o impacto lateral, “expondo as crianças a maiores riscos”.

Os critérios do Latin NCAP tornaram-se mais rígidos em 2016, integrando quatro testes: impacto frontal a 64 km/h, colisão lateral a 50 km/h, colisão lateral contra poste a 29 km/h e avaliação do controle de estabilidade – com isso, carros sem ESP não conseguem atingir a pontuação máxima.

O Kia Rio sedã feito na Coréia do Sul foi testado na mesma fase, divulgada hoje. A unidade sem airbags teve notas ainda piores, zerando na proteção para adultos e com apenas uma estrela para crianças.

“Os compradores de carro merecem muito mais que esses resultados abaixo do padrão, por empresas que sabem perfeitamente como produzir carros muito mais seguros”, disse Alejandro Furas, secretário-geral do Latin NCAP.

Procurada pela reportagem de QUATRO RODAS para comentar os resultados, a Chevrolet enviou o comunicado abaixo:

 

O Chevrolet Onix cumpre integralmente com todos os requisitos locais de segurança dos mercados onde é vendido na América do Sul.

A GM compartilha o objetivo de melhorar a segurança rodoviária em todo o mundo e busca a melhoria contínua da segurança dos veículos à medida em que novas tecnologias se tornem disponíveis.

A GM coloca o cliente no centro de tudo e anunciou em 2015 um investimento de bilhões de dólares para o desenvolvimento de uma família de veículos totalmente nova, respondendo à rápida mudança da demanda de clientes na América Latina e em outros mercados globais em crescimento.

A GM está sempre procurando formas melhores e mais inovadoras de atender às necessidades em constante evolução dos clientes globais e melhorar o desempenho em segurança. Por essa razão, lançamos recentemente o OnStar em todos os principais países da América do Sul.

O OnStar oferece serviços únicos de emergência que ajudam a fornecer uma resposta rápida e salvam vidas em acidentes de carro. O Onix é o único veículo da sua categoria a oferecer este tipo de tecnologia.

Combinado com airbags duplos e freios ABS com distribuição eletrônica de força de frenagem, acreditamos que o Onix é um dos veículos mais seguros em seu segmento, que é apenas uma das razões de ser o veículo mais vendido na América do Sul.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. A resposta da GM foi ridícula e podemos interpretar que ela só fará o que estiver na legislação, e que o consumidor que se exploda! Eu não tenho carro da GM, tenho amor pela minha vida. Carro bom, não é aquele com multimídia, é aquele que te dá segurança! Infelizmente esse país chamado Brasil, tem a pior qualidade de pessoas do planeta! As pessoas compram carros pela “telinha”….

  2. Alexandre Baims

    Que nota lamentável da Gm. Eles dizem: “acreditamos que o Onix é um dos veículos mais seguros em seu segmento, que é apenas uma das razões de ser o veículo mais vendido na América do Sul”.
    Só que alguém precisa avisa-los que eles estão respondendo à um teste que mostrou justamente ao contrário e seria melhor ele simplismente falarem que vão procurar soluções do que contrariar o que foi provado.
    O pior é que eles ainda mostram como solução o OnStar, ou seja, “você pode se quebrar todo em uma batida a 20km/h contra uma almofada, mas temos um serviço de emergência para te ajudar depois!”.

  3. Desde ontem, a Hyundai não pára de soltar fogos!
    rs…

  4. Lauro Agrizzi

    GM é sinônimo de carro de baixa qualidade. Não tem explicação o Onix ser lider de mercado. Sinal de consumidor paulista ou desinformado

  5. Sergio Augusto

    GM sempre na liderança, desbancando carros projetados no exterior !!! chora que e de graça.

  6. Luiz de Assis Andrade

    Fizeram tantas criticas e condenações com o resultado do teste do Renault Kwid no Global NCAP e, agora acontece com “o mais vendido do Brasil.”
    Não concordo com os extremos nos comentários postados nesta matéria que, “GM é sinônimo de carro de baixa qualidade” e “chora que e de graça”. O problema não é da GM, Renault e/ou outras marcas que tiveram a mesma nota da Global NCAP / Latin NCAP. Eles vendem exatamente o que muitos brasileiros estão querendo. Tendencia. Ao invés disso seria bom que ao comprar um carro, todos tivessem o cuidado de observar questões como segurança acima de qualquer outro item. Afinal, a vida é mais importante.
    Existem os que compram carro e, os que compram meio de transporte.