Clique e assine com até 75% de desconto

Avaliação mais rigorosa do Latin NCAP dá só uma estrela para o Palio

Com a inclusão de testes de impactos laterais, o Fiat passou de quatro para uma estrela em proteção para adultos; chinês BYD F0 não teve nenhuma

Por Guilherme Fontana Atualizado em 23 nov 2016, 21h27 - Publicado em 3 ago 2016, 15h11
Fiat Palio - Latin NCAP
Fiat Palio ganhou uma estrela para proteção de adultos e três para crianças no Latin NCAP Latin NCAP/Divulgação

Pela primeira vez, o Fiat Palio passou pelo novo padrão do Latin NCAP (programa para segurança veicular na América Latina e Caribe), que agora inclui impacto lateral nos testes. Com isso, o modelo obteve resultados preocupantes: uma estrela para proteção de adultos e três para crianças. O chinês BYD F0 (não vendido no Brasil) foi ainda pior e terminou os testes com zero estrela para adultos e uma para crianças. 

Nas últimas edições do Latin NCAP, o Palio equipado com dois airbags frontais apresentava as mesmas três estrelas para crianças, porém quatro para proteção de adultos. Agora, com a adição dos testes de impactos laterais, o modelo tem apenas uma estrela para quem vai na frente. No impacto frontal, o órgão classificou o modelo como estável, com boa proteção para a cabeça do motorista e do ocupante, além do peito do ocupante. Para os dois passageiros, os joelhos correm riscos por se chocarem contra estruturas perigosas do painel.

 

De lado, apesar da estrutura reforçada nas portas e nos painéis internos, a cabeça e a pelve do motorista tiveram proteção adequada, enquanto o abdome tem classificação fraca e o peito, pobre. Fazem falta, de acordo com os testes, controle de estabilidade, ISOFIX e sistema de aviso de cinto de segurança para os demais ocupantes, além do motorista.

BYD F0
Com nenhuma estrela para adultos, BYD F0 não tem airbags

No caso do BYD, a classificação foi de uma estrela para proteção infantil e zero para a de adultos. O motorista apresentou grande contato com o volante, tornando a proteção para a cabeça fraca e de peito e pescoço pobres. Os joelhos de ambos os ocupantes frontais se impactaram contra estruturas perigosas do painel, enquanto os pés do motorista correm riscos por uma ruptura da área em que eles se localizam. O chinês não tem airbags.

Continua após a publicidade
Publicidade