Clique e assine por apenas 5,90/mês

Volkswagen Passat Highline

Em sua oitava geração, o Passat mostra evolução na tecnologia, motorização e espaço interno. Mas o preço também evoluiu

Por Isadora Carvalho - Atualizado em 9 nov 2016, 14h45 - Publicado em 27 nov 2015, 14h07
impressoes

A partir de janeiro de 2016, os interessados na oitava geração do Volkwagen Passat poderão usufruir de maior conforto interno, tecnologia mais avançada e maior oferta de equipamentos de segurança. Para isso, porém, eles terão de desembolsar no mínimo R$ 144 500 – R$ 16 100 a mais que a geração anterior. O valor fica acima do Ford Fusion 2.0 Titanium AWD (R$ 137 600), abaixo do Hyundai Azera 3.0 (R$ 157 990) e bem próximo ao do Honda Accord EX V6 (R$ 147 900).

O novo Passat chega ao Brasil equipado com mesmo motor 2.0 turbo do Golf GTI, com 220 cavalos – nove a mais que na geração anterior – e 35,7 mkgf de torque, um ganho de sete mkgf. A evolução pode parcer pequena, mas suficiente para incrementar os números de desempenho. Segundo a marca, ele faz de 0 a 100 km/h em 6,7 segundos (antes acelerava em 7,6), com velocidade máxima elevada de 210 km/h para nada menos que 246 km/h.

Porém, não é só o motor que a atual geração compartilha com o Golf. O sedã usa a mesma plataforma do hatch, chamada de MQB. Graças à sua matriz modular, ela permitiu um aumento de quase 8 cm na distância entre-eixos, mesmo tendo uma carroceria 0,2 cm mais curta que o modelo anterior. A largura aumentou em 1,2 cm, enquanto a altura ficou 1,4 cm mais baixa.

novo-passat-5.jpeg

As consequências das novas medidas podem ser apreciadas no interior, especialmente no banco de trás. Durante a apresentação para a imprensa, ajustamos o assento do motorista para um condutor de 1,80 metro. O mesmo condutor sentou no banco de trás do lado esquerdo – e havia espaço suficiente até para cruzar as pernas. O porta-malas. digno de uma família grande, também aumentou, e agora conta com 586 litros – 21 litros a mais.

Interior

O novo Passat é o primeiro Volkswagen a utilizar o painel de instrumentos digital totalmente configurável, semelhante ao do Audi TT. Bonito e funcional, ele tem operação intuitiva realizada pelos comandos no volante, e pode apresentar os dados da navegação via GPS entre o velocímetro e o conta-giros. O único defeito é essa tecnologia estar disponível apenas como opcional – e não avulso, mas dentro de um pacote (veja abaixo a lista completa).

Continua após a publicidade
novo-passat-15.jpeg

Há também a estreia da segunda geração do sistema multimídia Discover Media, que agora traz a opção de espelhamento de smartphones por meio dos aplicativos Mirrorlink, Apple CarPlay e Android Auto. O item é de série nas duas versões, Confortline e Highline, com tela de 6,5 polegadas sensível ao toque – a tela maior de 8 polegadas com DVD player e HD interno de 60 GB também fica como opcional.

novo-passat-13.jpeg

Segurança

Top de linha da Volkswagen no país, o novo Passat reúne todos os dispositivos de segurança disponíveis dentro da marca. Há o sistema “Pro Active” que prepara os freios e pré-tenciona os cintos para uma forte frenagem, alertas de ponto cego nos retrovisores, função “City Emergency Braking” que freia o veículo automaticamente a até 30 km/h caso o condutor não reaga a uma colisão iminente, e ainda o ACC (Adaptative Cruise Control), que monitora veículos trafegando não apenas à frente, com também na faixa da esquerda.

novo-passat-8.jpeg

O evento de apresentação para a imprensa permitiu apenas rápidas impressões ao dirigir. O carro, porém, deve seguir nas próximas semanas para nossa pista de testes. A avaliação completa será publicada na edição de janeiro de QUATRO RODAS. Por hora, confira a lista de itens de série e de opcionais das duas versões importadas para o Brasil:

Comfortline (R$ 144.500): Seis airbags, partida sem chave, bancos de couro, ajuste elétrico do encosto e de lombar no assento do condutor, aquecimento nos bancos dianteiros, freio de estacionamento eletrônico com Auto Hold, sistema start/stop, seis airbags, controle de tração e de estabilidade, detector de fadiga e rodas de liga-leve de 18 polegadas. Opcional: teto solar elétrico por R$ 5 400

Highline (R$ 151.300): A versão acrescenta função “easy entry” – que recua o banco para melhor acesso ao carro, câmera traseira, retrovisores externos elétricos com memória, assentos dianteiros com ajuste elétrico, aquecedor e apoio lombar com massageador para o motorista, faróis em LEDs com DLA, que adapta o facho alto conforme o tráfego e volante shift paddles para troca de marchas.

Opcionais: O pack premium (R$ 4 900) conta com o sistema Discover Pro com tela de 8 polegadas, o sensor de aproximação ACC, sistema Pro-active (Proteção proativa dos passageiros), Park assist, sistema de som premium “Dynaudio Confidence” com 10+1 alto-falantes, amplificador digital e subwoofer, painel de instrumentos digital programável “Display active” e assistente de mudança de faixa “Side assist”.

Continua após a publicidade
Publicidade