Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Peugeot e-208 GT é elétrico, esportivo e muito melhor que os outros 208

O compacto importado da Europa é o ápice do 208 no mundo em visual, tecnologia e refinamento; mas espaço continua sendo um problema

Por Guilherme Fontana Atualizado em 28 jul 2022, 17h02 - Publicado em 28 jul 2022, 17h01

Caminhando para um ano de mercado, o Peugeot e-208 GT, a versão elétrica do compacto, permanece como um dos mais equilibrados e versáteis da categoria. Mais do que isso, ele escancara as possibilidades do 208 no Brasil, que vai da versão Like com motor 1.0, abaixo dos R$ 80.000, até a elétrica, que parte dos R$ 276.990 e você vê todos os detalhes no vídeo acima.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

O e-208 GT é equipado com um motor elétrico de 136 cv e 26,5 kgfm, suficientes para levá-lo de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos, segundo nossos testes. É mais rápido que um Sandero R.S., mas não chega na aceleração do rival Cooper S E, da Mini, que faz a prova em 7,4 segundos.

Peugeot e-208 GT
Peugeot e-208 GT Fernando Pires/Quatro Rodas

Em movimento o 208 deixa clara sua versatilidade, já que ele pode oferecer uma pegada esportiva mesmo sendo amigável ao dia a dia. Suas maiores diferenças para as versões a combustão, além do desempenho, está na altura em relação ao solo e na rigidez da suspensão. Nada disso torna o 208 elétrico desconfortável, mas requer maior atenção em lombadas, valetas e buracos.

Segundo a Peugeot, a bateria do modelo é suficiente para uma autonomia de até 340 km. Na vida real, porém, o alcance dependerá (como em todo elétrico) do modo e do local de condução, já que a energia é gasta com maior intensidade a velocidades mais altas. Os modos de condução (Eco, Normal e Sport) também afetarão esse número.

Compartilhe essa matéria via:
Peugeot e-208 GT
Peugeot e-208 GT Fernando Pires/Quatro Rodas

No visual, o 208 elétrico tem diversas exclusividades sutis, mas que fazem toda diferença. Na dianteira, ao lado dos belos faróis full-LED que cortam o para-choque, a grade tem filetes que formam uma aparência tridimensional. Os filetes, aliás, são sempre na cor da carroceria – nesta caso, no Amarelo Fato, exclusivo da versão elétrica.

Continua após a publicidade

As laterais ganham apliques em preto brilhante nos para-lamas para dar ares mais esportivos e alargar visualmente o hatch, além de rodas de 17 polegadas e o logotipo com a letra “e” estilizada e em tom de azul na coluna C, identificando a motorização deste 208.

Peugeot e-208 GT
Peugeot e-208 GT Fernando Pires/Quatro Rodas

Na traseira, mais diferenças. Ele é o único 208 no Brasil com lanternas full-LED e luz de neblina central, e tem aplique em preto brilhante no para-choque, contra o plástico sem pintura nos 208 a combustão.

Peugeot e-208 GT
Peugeot e-208 GT Fernando Pires/Quatro Rodas

O maior refinamento segue no interior, com bancos esportivos que mesclam tecidos, painel com superfícies emborrachadas de toque macio e costuras em verde e azul, filetes de LED com possibilidades diferentes de cores e botões extras, como para aquecimento dos bancos. A central multimídia tem 10 polegadas e o quadro de instrumentos é 3D.

O único porém no interior fica para o espaço. Além do porta-malas de poucos 265 litros, o espaço para quem vai no banco de trás é limitado nas pernas. Entrada e saída também são prejudicados no banco traseiro pelo pequeno vão e pela abertura limitada das portas.

Peugeot e-208 GT
Peugeot e-208 GT Fernando Pires/Quatro Rodas

Ficha Técnica – Peugeot e-208 GT

Motor: elétrico, dianteiro, 136 cv, 26,5 kgfm
Câmbio: automático, 1 marcha, tração dianteira
Suspensão: indep., McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
Freios: disco nas quatro rodas
Pneus: 205/45 R17
Dimensões: comprimento, 405,5 cm; largura, 196 cm; altura, 143 cm; entre-eixos, 253,8 cm; porta-malas, 265 l; peso, 1.530 kg
Autonomia: 340 km

Peugeot e-208 GT
Peugeot e-208 GT Fernando Pires/Quatro Rodas

Teste de desempenho – Peugeot e-208 GT

  • Aceleração:
    0 a 100 km/h: 8,5 s
    0 a 1.000 m: 30,8 s – 150 km/h
  • Velocidade Máxima: 150 km/h (dado de fábrica)
  • Retomada:
    D 40 a 80 km/h: 3,3 s
    D 60 a 100 km/h: 4,6 s
    D 80 a 120 km/h: 6 s
  • Frenagens:
    60/80/120 km/h -14/25,7/59,6 m
  • Ruído Interno
    Neutro/rpm máx.: -/- dBA
    80/120 km/h: 60,1/67,5 dBA
  • Consumo:
    Urbano: 7,8 km/kWh
    Rodoviário: 6,2 km/kWh
  • Aferição
    Velocidade real a 100 km/h: 98 km/h
    Rotação do motor a 100 km/h: –
    Seu bolso
    Preço básico: R$ 260.000 (estimado)
    Garantia: 3 anos
    Concessionárias: 118

 

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês