Clique e assine com até 75% de desconto

Longa Duração: Rede Toyota desaponta na primeira revisão do Prius

Muita cordialidade e pouca eficiência: famosa pela elevada qualidade dos serviços, rede Toyota desliza ao fazer a primeira parada do Prius, aos 10.000 km

Por Péricles Malheiros 21 Maio 2018, 15h50
Toyota Prius
Vistoria pós-revisão: se a rede erra, a gente descobre Silvio Gioia/Quatro Rodas

A história recente do Longa Duração, com Etios e Corolla, nos acostumou com uma rede Toyota imaculada: cordial e precisa na prestação dos serviços de manutenção, raríssimas foram as vezes em que as paradas nas concessionárias foram seguidas de críticas.

Infelizmente, desta vez a surpresa foi negativa. E justo na primeira parada do Prius, aos 10.000 km.

Quando deixamos o híbrido na Expoente, em Jundiaí (SP), fizemos dois únicos pedidos extras à revisão: resolver um barulho de vibração no canto superior do painel e executar alinhamento, balanceamento e rodízio.

Toyota Prius
Travas do Prius não são automáticas Silvio Gioia/Quatro Rodas

Tudo correu bem com a revisão em si. Também pudera: muito simples, inclui apenas troca de óleo e respectivo filtro, além de mera verificação de itens de suspensão e freio.

Na hora de pagar a conta, justos R$ 148 pelo alinhamento, balanceamento e rodízio, e os mesmos R$ 239,49 sugeridos no site da Toyota pela revisão.

Da Expoente, o Prius seguiu direto para a Fukuda Motorcenter, onde nosso consultor, Fabio Fukuda, fez a conferência do trabalho.

“O óleo é novo e está no nível correto, mas o rodízio foi feito diferente do que recomenda a Toyota.

Continua após a publicidade

Fizeram o convencional, passando as rodas da frente para trás, mas o do Prius inclui o estepe”, disse Fukuda.

  • Para piorar, descobrimos que o ruído de vibração do painel está exatamente igual, mesmo tendo o técnico da Expoente garantido que havia sanado o problema. Nada foi feito acerca de nosso pedido.

    O convívio com o primeiro híbrido do Longa Duração destaca algumas faltas, como a ausência de acionamento automático da trava das portas.

    Entre os detalhes positivos está o sistema que acende as luzes da cabine quando a chave presencial é detectada perto do carro, antes mesmo de uma das portas ser aberta.

    Toyota Prius – 11.437 km

    Consumo

    • No mês: 16,8 km/l com 31% de rodagem na cidade
    • Desde fev/18: 17,1 km/l com 33,8% de rodagem na cidade
    • Combustível: flex (gasolina)

    Ficha técnica

    • Versão:  1.8 16V Híbrido
    • Motor: 4 cilindros, dianteiro, transv., 1.798 cm3, 16V, 98 cv a 5.200 rpm, 14,5 mkgf a 3.600 rpm/elétrico, 72 cv, 16,6 mkgf/potência combinada 123 cv
    • Câmbio: automático, CVT
    • Combustível: gasolina, elétrico
    • Seguro (perfil QUATRO RODAS): R$ 6.634
    • Revisões até 60.000 km: R$ 3.707

    Gastos no mês

    • Combustível: R$ 1.180
    Continua após a publicidade
    Publicidade