Clique e assine por apenas 8,90/mês

Longa Duração: assovio nos freios do Chevrolet Cruze incomoda

Trilha sonora dos discos de freio do Cruze irrita. Mesmo assim, é ouvida em todas as paradas.

Por Péricles Malheiros - 6 fev 2017, 09h40

Os relatos sobre um chiado agudo durante as frenagens começaram a se acumular rapidamente. “Em paradas mais bruscas, o ruído é quase imperceptível. Mas em meio ao anda e para de um trânsito mais intenso ou ao circular num estacionamento, o assobio fino do contato das pastilhas com os discos incomoda”, disse o editor Péricles Malheiros.

Ao pesquisar na internet, descobrimos que outros donos estão se queixando do mesmo assovio. Aliás, a própria Chevrolet já sabe do problema. Nosso colaborador Waldez Carmo Amorin teve acesso a um boletim técnico de serviço do Cruze emitido pela fábrica às suas autorizadas.

No comunicado, o procedimento consiste em, basicamente, remover parte do material de atrito das pastilhas, como mostra a imagem abaixo.

Boletim indica onde desgastar a pastilha
Boletim indica onde desgastar a pastilha

Questionada sobre uma possível perda de capacidade de frenagem pela redução da área de atrito da pastilha, a GM informou que “a medida atende a demanda do consumidor com relação ao nível de ruído. Ela proporciona melhor conforto acústico, mantendo inalterado o desempenho de frenagem e a durabilidade do conjunto”.

Tivemos ainda outra ocorrência anotada no diário do Cruze: o rabicho plástico que impede a queda da tampa do bocal do tanque se rompeu. “Ao acompanhar um abastecimento, o frentista mostrou o problema assim que abriu a portinhola. Ficou claro que já cheguei ali com a peça quebrada”, disse Péricles.

Continua após a publicidade

O editor Paulo Campo Grande também deixou suas impressões sobre o Cruze. Depois de rodar em um dia ensolarado no trânsito paulistano, ele comentou: “Acho estranho não ter um botão para inibir a ação do start-stop. Para evitar o desligamento do motor e, consequentemente, o do compressor do ar-condicionado, eu colocava o câmbio em Neutro a cada parada”.

Outra alternativa para driblar o sistema start-stop é deixar o câmbio no modo sequencial.

Chevrolet Cruze – 14.509 km

Consumo

  • No mês: 8,7 km/l com 8% de rodagem na cidade
  • Desde out/16: 8,5 km/l com 17,3% de rodagem na cidade
  • Combustível: etanol

Gastos no mês

  • Combustível: R$ 1.584

Ficha técnica

  • Versão: LTZ 1.4T
  • Motor: 4 cil., diant., transv., 1.399 cm3, 16V, flex, 153/150 cv a 5.200/5.600 rpm, 25,5/24 mkgf a 2.000/2.100 rpm
  • Câmbio: aut., 6 marchas
Continua após a publicidade
Publicidade