Clique e assine por apenas 8,90/mês

Impressões: novo Porsche Panamera Turbo, exemplo de superação

Renascido, o Panamera tem motor, câmbio até chassi totalmente novos para mirar agora nos sedãs de alto luxo

Por Joaquim Oliveira e Thomas Geiger, de Munique (Alemanha) - Atualizado em 17 dez 2018, 15h49 - Publicado em 30 nov 2016, 13h00
Panamera quer ser mais que um 911 tamanho família
Panamera quer ser mais que um 911 tamanho família divulgação/Porsche

O primeiro Panamera, de 2009, nasceu com a missão de se tornar a versão XG (extragrande) de quatro portas do lendário Porsche 911. A boa performance e a excepcional dinâmica logo alçaram o gigante ao sucesso. Agora, o Panamera II chega com nova missão: encarar os também grandalhões Mercedes-Benz Classe S e BMW Série 7.

A estreia de uma suspensão pneumática com uma câmara de ar adicional incrementou o volume de ar nas bolsas que atuam no lugar das molas em 60%, segundo a Porsche. O conforto decorrente dessa novidade funciona em sintonia com o eixo traseiro direcional e com as novas barras estabilizadoras ativas, agora comandadas eletromecanicamente, substituindo as de atuação hidráulica.

https://www.youtube.com/watch?v=siRhul8o-1Y

Esse eixo traseiro direcional, aliás, é semelhante ao do novo 911. Além de melhorar a agilidade e estabilidade em velocidades mais altas, esse sistema permitiu uma redução de 0,5 metro no diâmetro de giro em relação ao Panamera Turbo anterior: no antigo, era de 11,95 metros e, no atual, de11,4 ou 11,9 (nas versões sem o eixo direcional).

Com quase 2 toneladas e mais de 5 metros de comprimento, o esportivo acelera até 100 km/h em 3,4 segundos
Com quase 2 toneladas e mais de 5 metros de comprimento, o esportivo acelera até 100 km/h em 3,4 segundos

Mas um dos grandes trunfos do Pana­mera Turbo – versão topo de linha aqui avaliada – é o novo V8 biturbo 4.0 (anteriormente era 4,8 litros), que rende um máximo de 550 cv (antes, eram 520).

Esse novo motor estreia um sistema de desativação de uma bancada de cilindros entre as 950 e 3.500 rpm, sempre que a tocada não exige mais do que mais de 25,5 mkgf (ou seja, em cargas baixas de acelerador). É um motor 9,5 kg mais leve que o seu antecessor e com uma pressão de injeção direta de gasolina de 250 bar (anteriormente era 140 bar).

Rodas aro 21 vestem pneus de medidas diferentes na frente e atrás
Rodas aro 21 vestem pneus de medidas diferentes na frente e atrás divulgação/Porsche

NEGÓCIO DA CHINA

Acoplado ao novo V8 está um câmbio automatizado PDK (de dupla embreagem), cujo número de marchas saltou de sete para oito. Na nova plataforma modular MSB (sobre a qual irá ser feito um Pana­mera exclusivo para o mercado chinês, com maior entre-eixos, além de uma versão conversível), a Porsche triplicou a aplicação de alumínio.

Boa parte dos botões do console foram para a tela central de alta definição
Câmbio PDK agora tem oito marchas; repare no design limpo do console central divulgação/Porsche

A arquitetura elétrica também é nova, o que permite ao Panamera exibir importantes progressos em termos de assistência à condução, iluminação e propulsão elétrica.

Continua após a publicidade

Não à toa, o Panamera é o primeiro Porsche com faróis com tecnologia Led Matrix (no qual 84 dos 119 pontos de luz podem ser comandados individualmente), que melhora significativamente a iluminação da via e não ofusca quem dirige no sentido oposto.

Aerofólio retrátil tem sistema de abertura complexo
Aerofólio retrátil tem sistema de abertura complexo

Também à noite, entra em cena o novo sistema de visão noturna, capaz de detectar fontes de calor na estrada ou nas suas imediações, destacando-as no quadro deinstrumentos. O dispositivo atua em conjunto com o GPS e é automaticamente desligado em perímetros urbanos.

CONVERSA AFIADA

Esqueça o exército de botões no console central da geração anterior: quase todas as teclas e seletores físicos migraram para a elegante tela de alta definição de 12,3 polegadas. Essa arquitetura eletroeletrônica oferece mais novas possibilidades, muitas delas ativadas por voz. Na conversa, você ajusta do piloto automático adaptativo ao modo de operação do câmbio.

Apesar das telas, painel tem layout sóbrio
Apesar das telas, painel tem layout sóbrio Porsche

No banco traseiro, melhorado graças aos 3 cm extras de entre-eixos, muito espaço, inclusive para convidados com até 1,90 metro de altura. Mesmo com o modo de condução mais esportivo selecionado, o conforto é grande para até quatro pessoas.

Banco traseiro tem tela multimídia dedicada
Banco traseiro tem tela multimídia dedicada

Acredite: os convidados ficarão muito mais assombrados com as respostas imediatas do gigantesco cupê de quatro portas do que com algum desconforto. Ainda que ande sobre rodas aro 21 (com pneus 275/35 na dianteira e 315/30 na traseira), o Panamera tem rodar macio – pelo menos no asfalto europeu, onde nós andamos.

Os quatro bancos são do tipo concha, individuais
Os quatro bancos são do tipo concha, individuais
Atrás, espaço para pessoas com até 1,90 metro de altura
Atrás, espaço para pessoas com até 1,90 metro de altura divulgação/Porsche

Com quase 2 toneladas e mais de 5 metros de comprimento, o Pana­me­ra Turbo tem na sua capacidade brutal de aceleração (0 a 100 km/h em 3,4 segundos) o passaporte para desafiar até esportivos de corpo e alma, como a Ferrari 458 e o Lamborghini Huracán (3,4 segundos).

No Brasil, o início das vendas do novo Panamera Turbo está previsto para o primeiro semestre de 2017, em duas versões: a 4S, com um V6 turbo de 440 cavalos, sairá por R$ 758.000. Já a versão Turbo avaliada por nós custará nada menos que R$ 981.000.

O porta-malas comporta até 495 litros
O porta-malas comporta até 495 litros divulgação/Porsche

VEREDICTO

Confortável, luxuoso e dinâmico, o novo Panamera cumpre fácil a missão deser o 911 tamanho família. Mercedes Classe S e BMW Série 7 que se cuidem.

Ficha Técnica – Porsche Panamera Turbo

Motor diant., long., gas., inj. dir., V8, biturbo, 3.996 cm3, 24V, 550 cv a 5.750 rpm, 88,7 mkgf a 1.950 rpm
Câmbio automatizado, dupla embr., 8 m., tração integral
Suspensão duplo A (diant.) / McPherson (tras.)
Freios discos ventilados e perfurados
Direção elétrica, 11,4 m (diâm. giro)
Dimensões 504,9 x 193,7 x 142,7 cm (c x l x a); entre- eixos, 295 cm; peso, 1.995 kg; tanque, 90 l; porta-malas, 495 l; pneus, 275/35 R21 (diant.), 315/30 R21 (tras.)
Desempenho 0 a 100 km/h em 3,4 s Veloc. máx.: 306 km/h
Preço R$ 981.000
Continua após a publicidade
Publicidade