Impressões ao dirigir: Novo Mercedes Classe A

O hatch muda no visual, nos motores e incorpora o novo sistema multimídia com recursos de inteligência artificial

Cabine maior: distância entre-eixos passou de 270 para 273 cm

Cabine maior: distância entre-eixos passou de 270 para 273 cm (Divulgação/Mercedes-Benz)

O novo Mercedes Classe A, quem diria, quebra uma tradição que durava desde os anos 1950: a do sedã Classe S ser o portador das novas tecnologias na marca.

O hatch, que foi lançado mês passado na Europa e que chega ao Brasil em novembro, é o primeiro Mercedes equipado com o novo sistema de informação e entretenimento MBUX (Mercedes-Benz User Experience), com o que há de mais avançado em aspectos como capacidade de processamento, interface gráfica e inteligência de algoritmos.

Tablet com duas telas substitui painel e central multimídia

Tablet com duas telas substitui painel e central multimídia (Divulgação/Mercedes-Benz)

Entre outros atributos, o MBUX tem recursos de inteligência artificial que o tornam capaz de aprender a rotina do usuário e sugerir ações como visitar determinados lugares ou fazer ligações para pessoas em horários específicos.

Sistema MBUX pode ser adicionado por meio de telas touch

Sistema MBUX pode ser adicionado por meio de telas touch (Divulgação/Mercedes-Benz)

O MBUX consiste de um tablet com duas telas que substituem os tradicionais painel de instrumentos e visor da central multimídia.

Ele pode ser controlado como um tablet comum (por meio de toques e movimentos com os dedos nas telas), pelo touchpad (no console), por botões (no volante) e comandos de voz.

Touchpad no console

Touchpad no console (Divulgação/Mercedes-Benz)

Em nosso teste, nos pareceu sempre muito fácil e intuitivo ativar as funções desejadas. O menu da tela da direita pode ser replicado na da esquerda para que o motorista se concentre na estrada.

E os comandos de voz podem ser feitos de maneira natural, sem precisar empostar a voz ou dizer claramente todas as sílabas das palavras. O carro de teste só conversava em inglês, mas, segundo a Mercedes, o sistema tem condições de entender 23 idiomas e pode facilmente aprender variações como o português falado no Brasil, diferente do de Portugal.

Teclas no volante e por comando de voz

Teclas no volante e por comando de voz (Divulgação/Mercedes-Benz)

Para acionar o sistema, bastava dizer “Hey, Mercedes” e dar a ordem desejada. Quando ele não entendia, pedia para repetir.

De acordo com a fábrica, com o tempo os equívocos tendem a desaparecer, uma vez que a central aprende a reconhecer a maneira de as pessoas se expressarem sendo capaz de atender até mesmo pedidos feitos por meio de frases indiretas como “Estou com frio”, em vez de “Aumente a temperatura da cabine”. 

O MBUX é a principal inovação do carro, mas não é a única. O Classe A ficou três centímetros maior na distância entre-eixos e ganhou 1,4 cm na bitola dianteira, medidas que serviram para melhorar a dirigibilidade e ampliar o espaço na cabine.

Antes fixos, os encostos de cabeça agora são ajustáveis

Antes fixos, os encostos de cabeça agora são ajustáveis (Divulgação/Mercedes-Benz)

De fato, ao volante, nós sentimos o Classe A mais bem assentado e dono de uma cabine com mais conforto, principalmente para quem viaja no banco traseiro. O design, que aparentemente é apenas uma evolução estilística do antecessor, consumiu horas de estudos aerodinâmicos.

Cabine acomoda cinco adultos com conforto

Cabine acomoda cinco adultos com conforto (Divulgação/Mercedes-Benz)

E sistemas já conhecidos, como os dispositivos eletrônicos de assistência ao motorista, também foram aperfeiçoados.

Um exemplo é o piloto automático adaptativo ativo, que, além de regular a velocidade e a distância do carro à frente, agora ainda pode alertar o motorista sobre alguma manobra de risco e, dependendo do caso, fazer as correções necessárias.

Durante nosso test drive, observamos o novo ACC em ação, quando, em uma curva, deixamos o carro escapar levemente, começando a invadir a faixa contrária.

Para evitar que isso ocorresse, o sistema girou o volante trazendo o carro de volta à trajetória e acionou o freio na roda traseira do lado interno da curva.

O Classe A foi apresentado em três versões: A 180 (diesel), A 200 (gasolina) e A 250 (gasolina). No Brasil, haverá apenas as versões movidas a gasolina.

A primeira a chegar, em novembro, será a A 250, equipada com o conhecido motor 2.0, mas com melhorias como novo comando de válvulas variável e pacote de redução de atrito, que lhe renderam 15 cv a mais, fazendo sua potência máxima subir de 211 para 226 cv.

Dois motores a gasolina: 1.4 de 163 cv (acima) e 2.0 de 226 cv

Dois motores a gasolina: 1.4 de 163 cv (acima) e 2.0 de 226 cv (Divulgação/Mercedes-Benz)

A A 200 virá no primeiro trimestre de 2019, com um motor 1.4 inteiramente novo, com turbocompressor variável, dispositivo de corte de cilindros e 163 cv de potência. Esse motor, que no princípio não será flex, substitui o 1.6 Turbo Flex que entregava de 156 cv.

Tanto a A 200 quanto a A 250 serão equipadas com o câmbio 7GTronic, automático de sete marchas.

Nós dirigimos as duas versões pelas ruas e estradas da Croácia, onde foi feita a apresentação, e podemos dizer que a A 200 é um carro que vai bem para o dia a dia, com agilidade no trânsito e segurança para ultrapassar nas estradas.

Mas, para quem gosta de sentir que o carro tem força de reserva, que responde ao mínimo movimento de pedal, a A 250 não tem comparação. Ela é bem mais esperta e gostosa de dirigir.

De acordo com a fábrica, a A 200 faz de 0 a 100 km/h em 8 segundos e atinge a velocidade máxima de 225 km/h, enquanto a A 250 acelera em 6,2 segundos e chega a 250 km/h. Em relação ao consumo, no ciclo de uso misto europeu, a A 200 faz 17,9 km/l contra a média de 15,4 km/l da A 250.

Hatch ganhou aerofólio maior e ombros mais largos

Hatch ganhou aerofólio maior e ombros mais largos (Divulgação/Mercedes-Benz)

A Mercedes ainda não definiu as configurações para o Brasil. As unidades avaliadas eram completas, com bancos de couro, detalhes em alumínio no painel e equipamentos como ACC ativo, detector de pontos cegos, head-up display e teto solar.

Segundo a empresa, porém, pode-se esperar pela maioria dos itens apresentados nos carros, com exceção do serviço de concierge Mercedes Me e eventualmente algum dispositivo que dependa de homologação nas autoridades brasileiras.

Banco traseiro tripartido e porta-malas de 370 litros

Banco traseiro tripartido e porta-malas de 370 litros (Divulgação/Mercedes-Benz)

A fábrica ainda não fala em valores. Mas diz que o carro manterá o posicionamento. Ou seja: continuará na mesma faixa de preço. Atualmente, a A 200 custa R$ 153.900 e a A 250 sai por R$ 210.900. Dá para esperar algum aumento, porém. Afinal, a vanguarda tem seu preço.

Veredicto

Na quarta geração, o Classe A evoluiu bastante e deixou de ser o patinho feio da Mercedes

Ficha técnica –  Mercedes-Benz Classe A

  • Preços:  R$153.900 a R$210.900
  • Motor:  Gas., diant., long., 4 cilindros., 16v inj. direta, turbo. A 200:1.4, 1.332 cm, 163 cv a 5.500 rpm, 25,5 mkgf a 1.620 rpm. A 250:2.0, 1.001 cm, 226 cva 5.500 rpm, 35,7 mkgf a 1.800 rpm.
  • Câmbio:  automático, 7 marchas, tração dianteira
  • Suspensão: A 200- McPherson (diant.) eixo de torção (tras.). A 250- McPherson (diant,)/multilink (tras.)
  • Freios: Disco ventilado (diant.), sólido (tras.)
  • Direção: elétrica
  • Rodas e pneus: A 200-205/60 R16, A 250-205/55 R17
  • Dimensões: Comprimento 441,9; largura, 179,6 m; altura: 144,5 cm; entre-eixos, 272,9 cm; peso. 1.375 kg. (A 200)/1.445kg. (A 250); tanque, 48L; porta-malas, 370L
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s