Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Governo zera imposto de importação e etanol pode ficar R$ 0,20 mais barato

Redução no imposto do etanol também afetará a gasolina, porém não há garantias que os combustíveis fiquem mais acessíveis

Por João Vitor Ferreira 22 mar 2022, 14h53

O Ministério da Economia anunciou ontem (21) que vai zerar o imposto de importação do etanol até o dia 31 de dezembro. A medida foi tomada pela Câmara de Comércio Exterior (Camex) e vai entrar em vigor assim que for publicada, o que deve ocorrer na próxima quarta-feira (23).

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

A notícia parece boa para o consumidor, principalmente agora em que o preço dos combustíveis não para de subir, mas talvez essa redução não chegue até as bombas.

Para Marcelo Guaranys, secretário-executivo do Ministério da Economia, a expectativa é que o preço do etanol comum e aditivado caia em até R$ 0,20 por litro. Porém isso não é uma certeza, já que a instabilidade do cenário econômico mundial causada pela guerra entre Rússia e Ucrânia, têm maior influência sobre o preço do combustível.

Além do álcool, a gasolina também pode ser afetada pela redução, caso ela realmente chegue ao consumidor final. Por lei, toda gasolina vendida no Brasil deve ser misturada com uma porcentagem de etanol (25% para a comum e aditivada e 27% para as premium).

Continua após a publicidade

Ressaltando que, a redução do imposto é válida apenas para os países de fora do Mercosul, que anteriormente tinham uma taxa de importação de 18% . Para países como os EUA, um dos nossos principais importadores, o Brasil negocia cotas específicas de taxação. No caso do etanol americano, a proposta é taxar apenas os litros adicionais que ultrapassem o volume preestabelecido

Mesmo tendo uma grande produção de cana-de-açúcar, matéria prima do etanol, parte da safra é dividida para a produção de outros produtos. Por isso, o Brasil ainda é dependente da importação desse combustível.

Plantação Cana
Brasil é um dos maiores produtores de cana-de-açúcar do mundo Reprodução/Internet

A redução, se chegar, viria muito a calhar, principalmente para quem abastece com o biocombustível. Só no mês de fevereiro o preço do etanol chegou a valer 67,9% do preço da gasolina, segundo a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), o que levou a um aumento de 20% no aumento nas vendas. Porém, seu preço deve voltar a subir, já que está diretamente ligado ao aumento do diesel.

Compartilhe essa matéria via:

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 755 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 755 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês