Clique e assine com até 75% de desconto

Caoa Chery Tiggo 5X e Arrizo 5 querem provar que carro chinês tem valor

Primeiras impressões: com o SUV e o sedã compactos, marca se arrisca a concorrer em segmentos superiores. Modelos têm cacife para isso?

Por Leonardo Felix, de Anápolis (Goiás) Atualizado em 29 jan 2019, 09h26 - Publicado em 29 jan 2019, 09h00
Enquanto o SUV acabou de chegar, o sedã está nas lojas desde novembro Roberto Assunção/Quatro Rodas

Esqueça o estereótipo de carro “xing ling”, que tem a oferecer  uma relação custo/benefício agressiva e nada mais. A Caoa Chery quer mudar isso. Ao lançar Tiggo 5X e Arrizo 5, a operação sino-brasileira tenta provar que a nova safra de automóveis chineses tem estofo para competir em segmentos de maior valor.

Já à venda, SUV e sedã têm a ousada missão de ajudar a marca quadruplicar as vendas em 2019, para quase 40.000 unidades. Vai conseguir? Tivemos um breve contato com ambos na fábrica do Tiggo 5X em Anápolis (GO) – já que a Caoa não emprestou os carros para um teste de pista e uma avaliação mais aprofundada – e contamos quais são seus predicados (e suas limitações).

Traseira traz nicho de placa ao estilo Creta e falsas saídas de escape Roberto Assunção/Quatro Rodas

Um SUV extravagante

Airbags laterais e de cortina, faróis de neblina, banco do motorista com ajuste elétrico, rodas aro 18 e sistema de som com seis alto-falantes são outros equipamentos exclusivos dela. As dimensões são generosas para o segmento: 4,34 m de comprimento, 1,83 m de largura, 1,64 m de altura e 2,63 m de distância entre-eixos.

Para alguém com 1,70 m de altura, caso deste repórter, o espaço interno se mostra mais que suficiente para pernas e cabeça, seja no banco do motorista ou na fileira traseira.

Espaço traseiro é trunfo do Tiggo 5X Roberto Assunção/Divulgação

O nível de acabamento surpreende, com peças bem alinhadas e camadas suaves ao toque no topo do painel e no miolo das guarnições das portas dianteiras. Também há saídas de ar e duas entradas USB voltadas aos passageiros que sentam atrás. Só não entendi por que as saídas de ar centrais do painel são tão assimétricas.

Esta projeção de boas-vindas é um mimo que agradou a pouca gente Roberto Assunção/Quatro Rodas

A desvantagem do porte robusto é que o Tiggo 5X pesa 1.434 kg em ordem de marcha, mais do que praticamente todos os rivais.

Junte a isso o comportamento letárgico do pedal à primeira pisada e pronto: a aceleração sonolenta não condiz com os 150/147 cv de potência (a 5.500 rpm) e 21,4 mkgf de torque (a 4.000 rpm) prometidos pelo motor quatro-cilindros 1.5 turbo flex de 16 válvulas com comando variável na admissão.

Comandos de central multimídia, ar-condicionado e console central são bem resolvidos Roberto Assunção/Quatro Rodas

O câmbio, automatizado de dupla embreagem e seis marchas, até oferece boas respostas quando o modelo pega certo embalo, mas faltam borboletas para trocas manuais atrás do volante – estas só podem ser feitas via alavanca.

Revestimento de couro tem dupla costura em tom vermelho Roberto Assunção

Também decepciona o comportamento das suspensões, excessivamente moles e que pouco fazem para impedir o efeito pêndulo nas curvas. E olha que há barra estabilizadora e braços independentes nos dois eixos. Por outro lado, a direção elétrica progressiva consegue equilibrar leveza e firmeza.

Continua após a publicidade
Por este ângulo,o Arrizo 5 lembra ou não lembra um Kia Cerato? Roberto Assunção/Quatro Rodas

O sedã é mais pé no chão

Não espere por tanta pompa no sedã Arrizo 5. Seu visual é mais limpo e esguio, e justamente por isso a maioria dos jornalistas presentes no test-drive o achou mais elegante e até mais bonito do que o SUV. De qualquer forma, é difícil não olhar para ele e visualizar ali também um modelo de escola coreana.

Não há aperto para as pernas no sedã Roberto Assunção/Quatro Rodas

Com 4,53 m de comprimento, 1,81 m de largura, 1,46 m de altura e 2,65 m de entre-eixos, o três-volumes produzido em Jacareí (SP) fica entre o Volkswagen Virtus e o Toyota Corolla. Ou seja: espaço na cabine é quase o de um sedã médio. Apenas o porta-malas, assim como o do Tiggo 5X (340 litros), fica abaixo da média: 430 litros.

Central de 7” só projeta celulares iOS e tem espelhamento confuso Roberto Assunção/Quatro Rodas

Acabamento é bem mais espartano que o do SUV, trazendo algumas rebarbas, muito plástico rígido e desenho um tanto ultrapassado no painel. Nem no apoio de braço do console central há revestimento macio. Aliás, a posição desse apoio é péssima em relação ao freio de estacionamento manual, tornando difícil a tarefa de desativá-lo.

Arrizo 5 tem volante e painel com desenhos mais convencionais Roberto Assunção/Quatro Rodas

Dinamicamente, o Arrizo 5 agrada: não fica muito atrás de um Toyota Yaris Sedan em termos de inclinação em curvas, respostas da direção e nível de ruído de motor.

Aqui o propulsor bicombustível turbo de 1,5 litro – que, neste caso, gera 2 mkgf a menos de torque – rende melhor, embora a atuação dos pedais também seja lenta e a relação da caixa automática CVT com simulação de sete marchas, um pouco indecisa.

Todo revestimento do Arrizo 5 é de plástico duro Roberto Assunção/Quatro Rodas

Vão vingar?

Tiggo 5X e Arrizo 5 têm bom conteúdo. Falta vencer a barreira da liquidez na revenda e demonstrar que são confiáveis. Em nosso teste, por exemplo, uma unidade do SUV apresentou falha no motor de arranque e outra, no ar-condicionado. Dirimidas essas questões, os produtos em si pouco devem à concorrência. 

  • Caoa Chery Tiggo 5X

    FICHA TÉCNICA   

    Preço: R$ 96.990
    Motor: flex, dianteiro, 4 cilindros, 1.498 cm³, 77 x 80,5, 16V, VVT, 9,5:1, 150/147 cv a 5.500 rpm, 21,4 mkgf a 4.000 rpm
    Câmbio: automatizado de dupla embreagem, 6 marchas, tração dianteira
    Suspensão: McPherson (dianteira)/multilink (traseira)
    Freios: disco ventilado (dianteira) e sólido (traseira)
    Direção: elétrica
    Rodas e pneus: liga leve, 225/55 R18
    Dimensões: comprimento, 433,8 cm; largura, 183 cm; altura, 164,5 cm; entre-eixos, 263 cm; altura livre do solo, 15 cm; peso, 1.434 kg; tanque, 57 litros; porta-malas, 340 litros
    Itens de série: seis airbags, ESP, chave presencial, partida por botão, faróis e lanternas com leds, faróis e lanternas de neblina, banco do motorista elétrico, central multimídia
    e teto panorâmico.
    Desempenho: não divulgado

    Caoa Chery Arrizo 5

    FICHA TÉCNICA

    Preço: R$ 72.990
    Motor: flex, dianteiro, 4 cilindros, 1.498 cm³, 77 x 80,5, 16V, VVT, 9,5:1, 150/147 cv a 5.500 rpm, 19,4 mkgf a 4.000 rpm
    Câmbio: CVT, 7 marchas, tração dianteira
    Suspensão: McPherson (dianteira), eixo de torção (traseira)
    Freios: disco ventilado (dianteira) e sólido (traseira)
    Direção: elétrica progressiva
    Rodas e pneus: liga leve, 205/50 R17
    Dimensões: comprimento, 453,2 cm; lar., 181,4 cm; altura, 148,7 cm; entre-eixos, 265 cm; altura livre do solo, 12,9 cm; peso, 1.348 kg; tanque, 48 litros; porta-malas, 430 litros
    Itens de série: luzes diurnas com leds, ESP, partida por botão, ar digital, controlador de velocidade, sensor de estacionamento traseiro, câmera de ré, teto solar elétrico e bancos
    de couro
    Desempenho: não divulgado

    Continua após a publicidade
    Publicidade