Clique e assine por apenas 6,90/mês

SsangYong Tivoli: a nova aposta dos coreanos para o Brasil

Visto em testes em duas versões ao lado do Korando, o modelo será um dos responsáveis pelo relançamento da marca em solo brasileiro

Por Guilherme Fontana - 13 set 2017, 19h03
Com design mais sóbrio em relação aos antigos SsangYong, o Tivoli deverá ser a grande aposta para o Brasil Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas

Com retorno ao Brasil confirmado, a SsangYong atraiu olhares brasileiros para seu estande em Frankfurt. Dos três modelos que já foram vistos rodando em terras brasileiras, um desperta mais interesse por aqui: o Tivoli.

Recentemente flagrado por QUATRO RODAS em sua versão alongada, pudemos ver de perto o que esperar do pequeno SUV que chegará para a briga nos próximos meses.

Com 4,19 metros de comprimento, o Tivoli tem porte semelhante ao do Renegade Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas

Apesar de estar longe de uma sobriedade alemã, o Tivoli deixa para trás os desenhos exóticos pelos quais a SsangYong passou a ser conhecida. A dianteira aposta em traços horizontais, com faróis afilados e unidos pela grade, enquanto o para-choque tem aberturas pequenas, mas de desenho esportivo.

Visto de lado, o Tivoli repete os traços de outros coreanos, como Creta e Soul, com teto reto e bem definido. O vinco que nasce na porta traseira dá volume e sustenta as lanternas.

Continua após a publicidade

Na traseira, o SUV já não é tão discreto como na dianteira. Além da grande profusão de vincos e volumes, o modelo tem lanternas de formato irregular iluminadas com leds, além de uma luz de neblina no centro do para-choque.

No geral, o porte do Tivoli é próximo do Renegade, com 4,19 metros de comprimento, 1,79 m de largura, 1,59 m de altura e 2,6 m de entre-eixos.

Lanternas com desenho irregular se destacam na traseira do Tivoli Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas

Para o Brasil, o Tivoli deve chegar com motor 1.6 16V (fabricado pela própria SsangYong) a gasolina de 127 cv e 16,3 mkgf e câmbio automático de seis marchas. A opção de câmbio manual (também de seis marchas) ainda é incerta.

Entre os equipamentos, ele tem monitoramento de pressão dos pneus, controles de estabilidade e tração, ar-condicionado automático dual zone, leds diurnos, central multimídia com câmera de ré e GPS, além de sete airbags.

Continua após a publicidade

Ainda é cedo para falar sobre preços. No entanto, o Tivoli deve chegar ao Brasil para brigar na faixa ocupada por Kicks, Renegade, HR-V, EcoSport, Captur, 2008, Creta e Tracker. Com isso, podemos esperar valores entre R$ 70.000 e R$ 100.000.

Lá fora o Tivoli tem interior com cores ousadas Divulgação/Ssangyong

QUEM MAIS VEM?

O retorno da SsangYong será feito pela Venko Motors, do Grupo JLJ, o mesmo responsável por introduzir a chinesa Chery ao mercado brasileiro. O anúncio deverá ser feito no próximo dia 21 de setembro.

Com alterações discretas na traseira, a dianteira do novo Korando é totalmente nova Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas

Além do Tivoli, outros dois modelos deverão estar presentes nas novas lojas da marca no país. O Tivoli XLV é, nada mais, do que uma versão alongada do Tivoli, com 23,8 centímetros extras e algumas mudanças pontuais de estilo.

O outro já é conhecido por aqui, mas vem renovado. O Korando chegou ao Brasil em 2011 com a missão de brigar com Sportage e ix35. Agora, em sua segunda reestilização, o SUV terá também a companhia do Jeep Compass.

Publicidade